Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

O que é e como fazer um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI)

Time Neon

Você sabe o que é um Plano de Desenvolvimento Individual e por que deveria estar fazendo o seu agora?

Ele funciona como um guia prático para alcançar seus objetivos pessoais e profissionais: você analisa sua situação atual, decide aonde quer chegar e traça um plano de ação para vencer na vida.

Essa é uma ferramenta poderosa para acabar com a sensação de estagnação e dar o impulso que você precisa para correr atrás dos seus sonhos - além de te mostrar o caminho certo para chegar lá.

Depois de entender o que é um Plano de Desenvolvimento Individual, vai ficar mais fácil planejar sua vida e manter o foco.

Leia até o fim e aprenda a fazer seu PDI do zero!

O que é um Plano de Desenvolvimento Individual?

É fácil entender o que é um Plano de Desenvolvimento Individual (PDI): um roteiro de desenvolvimento que ajuda você a alcançar seus objetivos na carreira, educação e vida pessoal.

Apesar de ser muito usado como ferramenta de gestão de talentos no ambiente organizacional, o PDI é um modelo útil para qualquer pessoa que busque o crescimento pessoal e profissional.

No caso, sua função é sistematizar esse caminho evolutivo por meio de um plano de ação, que traz todas as etapas necessárias para chegar aonde você deseja. É como se fosse um planejamento estratégico aplicado ao indivíduo: você começa com um diagnóstico dos seus pontos fortes e fracos, situação atual e competências.

Então, você pode traçar metas como conquistar um alto cargo, tornar-se referência na área de estudos, alcançar a independência financeira, adquirir novas habilidades e quaisquer realizações para o futuro.

Depois, será preciso traçar estratégias para atingir essas metas, criar métricas, definir prazos, entre outras tarefas, da mesma forma que você faria em um projeto do trabalho. A diferença é que o Plano de Desenvolvimento Individual tem como propósito seu próprio sucesso - e é muito mais fácil chegar lá com tudo planejado.

Qual a utilidade do Plano de Desenvolvimento Individual?

Sabendo o que é um Plano de Desenvolvimento Individual, você já deve imaginar a importância dessa ferramenta para a vida pessoal e profissional.

Quantas vezes você já se sentiu perdido e distante das suas metas, ou simplesmente estagnado?  

Essa sensação é muito comum e muitas vezes aparece por conta da desorganização e falta de planejamento, que impedem as pessoas de realizar seus sonhos e ter uma visão de longo prazo. O resultado é a insatisfação e falta de perspectiva, que, aliás, são mais fortes do que você imagina entre os brasileiros.

De acordo com uma pesquisa “Economia do Mal-Estar”, realizada pelo Grupo Consumoteca e publicada em 2020 no Valor Econômico, o Brasil lidera o índice de insatisfação com a vida na América Latina.

A pesquisa mostra que 58% dos brasileiros estão pouco ou nada satisfeitos com sua situação atual, contra 55% dos argentinos e 41% dos mexicanos.

Estes dados dão algumas pistas sobre os motivos por trás desse resultado:

 

A boa notícia é que 65% já consomem conteúdo sobre aprimoramento pessoal - um passo importante para elaborar um Plano de Desenvolvimento Individual e recolocar a vida nos trilhos.

Se todos tivessem um PDI, seria muito mais fácil identificar as áreas da vida que mais precisam de atenção, traçar metas e trabalhar para mudar a realidade. E você não precisa se limitar ao Plano de Desenvolvimento Individual da empresa - basta fazer seu próprio plano de ação pessoal!

Vantagens de ter um Plano de Desenvolvimento Individual

A principal vantagem de ter um Plano de Desenvolvimento Individual é o direcionamento que ele proporciona para facilitar sua missão.

Você pode até ter os objetivos na cabeça e trabalhar de forma intuitiva para alcançá-los, mas só um PDI oferece uma visão ampla das suas metas de vida e detalha cada etapa necessária para chegar aonde você pretende.

Muitas vezes, a falta de clareza sobre os objetivos leva à desistência e desmotivação - daí a importância de ter tudo registrado em um plano individual.

Além disso, o PDI é uma forma de estabelecer prazos e acompanhar de perto seu progresso, aumentando a disciplina. O projeto ainda facilita a divisão dos grandes objetivos em metas menores e mais fáceis de alcançar, mantendo você sempre motivado com as pequenas conquistas.

6 passos para fazer um Plano de Desenvolvimento Individual

Agora que você sabe o que é um Plano de Desenvolvimento Individual e quais são suas vantagens, está na hora de fazer o seu.

Veja como fazer um planejamento de vida e carreira em alguns passos.

1. Faça seu diagnóstico atual

O primeiro passo do Plano de Desenvolvimento Individual é um diagnóstico aprofundado da sua situação atual.

Para começar, é importante avaliar todas as áreas da vida, como carreira, saúde física e mental, relacionamentos, educação, finanças, lazer e vida social.

Nessa etapa, é comum usar a ferramenta de análise SWOT, ou FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças), mapeando os seguintes pontos:

  • Pontos fortes: suas melhores competências, levando em conta todos os tipos de inteligência e virtudes de um ser humano (ex: excelente comunicação, habilidades técnicas, autocontrole);
  • Pontos a melhorar: as fraquezas ou pontos que merecem atenção no desenvolvimento (ex: baixa autoconfiança, pouca experiência em determinada função, falta de habilidades-chave);
  • Oportunidades: oportunidades de aprendizado e crescimento como aprender uma habilidade que vai impulsionar sua carreira ou melhorar sua saúde física para começar a praticar um esporte, por exemplo;
  • Ameaças: eventos e circunstâncias externos ou internos que podem atrapalhar seus planos, como uma crise econômica no país ou problemas de automotivação.

 

A partir dessa análise, será mais fácil decidir em quais pontos focar e quais objetivos traçar.

No PDI corporativo, esse diagnóstico é feito com base no feedback recebido na avaliação de desempenho.  

2. Defina seus objetivos e metas

Depois de analisar sua situação atual, você já tem condições para traçar os objetivos e metas do Plano de Desenvolvimento Individual.

Esse é o momento de olhar para todas as áreas da sua vida e decidir onde você quer estar daqui a 6 meses, 1 ano ou 5 anos (o ideal é que o primeiro PDI não tenha um prazo muito longo, para facilitar o cumprimento das metas).

Estes são alguns exemplos de objetivos:

  • Ser promovido a um cargo superior no trabalho;
  • Melhorar o condicionamento físico e perder peso;
  • Ampliar o círculo social;
  • Tornar-se especialista em uma vertente acadêmica;
  • Organizar o orçamento e começar a investir.

Depois, você pode dividir os objetivos mais complexos em metas menores que vão facilitar a jornada, por exemplo:

  • Objetivo: ser promovido a um cargo superior no trabalho:
    • Meta 1: concluir a pós-graduação para atender aos requisitos;
    • Meta 2: liderar um projeto bem-sucedido;
    • Meta 3: assumir novas responsabilidades;
    • Meta 4: superar em 20% as metas da equipe para a próxima avaliação de desempenho.

3. Crie estratégias

Agora que você sabe aonde quer chegar, já pode pensar nas estratégias para atingir cada um dos objetivos e metas.

Aqui, vale listar todas as ações e mudanças de hábitos necessárias no seu plano de desenvolvimento pessoal, tais como:

  • Reservar 2 horas diárias para o desenvolvimento pessoal;
  • Fazer cursos para adquirir as competências necessárias;
  • Fazer coaching para melhorar a autoconfiança e liderança;
  • Praticar exercícios físicos 4 vezes por semana;
  • Ler um livro por mês.

As melhores estratégias vão depender da sua disponibilidade de tempo e prazo dos objetivos, como veremos a seguir.

4. Defina prazos e métricas de desempenho

Ao definir prazos, você vai assumir um compromisso real com seu Plano de Desenvolvimento Individual. Por isso, é fundamental incluir prazos realistas em todos os objetivos e metas, e se organizar para alcançá-los a qualquer custo.

Outro ponto importante são as métricas de desempenho, que ajudam a acompanhar seu progresso durante a execução do PDI - por exemplo, o nível de proficiência em uma habilidade que você está aprendendo ou quilos perdidos em uma meta de saúde.

5. Faça um cronograma

Para que o Plano de Desenvolvimento Individual funcione, é importante que todos esses conteúdos sejam organizados em um cronograma com os objetivos, metas, estratégias e prazos.

Você pode usar a ferramenta que funciona melhor para você, que pode ser um simples bloco de notas, um planner, um aplicativo ou uma planilha.

Na internet, você também encontra modelos de PDI prontos para se basear, se preferir.

6. Acompanhe seu progresso

Com o plano de vida e carreira pronto, seu compromisso será se manter fiel ao planejado e acompanhar de perto seu progresso.

Ao longo do caminho, é normal que as metas e estratégias tenham que ser reavaliadas ou sofram pequenas mudanças. Por isso, tenha em mente que o PDI é um instrumento dinâmico, que pode ser alterado conforme as necessidades — o importante é continuar tendo essa referência para progredir nas suas metas pessoais e profissionais.

Depois que cumprir seus objetivos iniciais, você pode ir mais longe e estender o prazo das conquistas, fazendo do PDI um roteiro para o sucesso.

Entendeu o que é um Plano de Desenvolvimento Individual e por que vale a pena fazer o seu? Comente o que achou da ferramenta e se pretende aplicar na sua vida.

Leia mais:

+ Como fazer um bom perfil no LinkedIn e conquistar o emprego ideal

+ 8 dicas para conseguir um aumento de salário e evoluir na carreira

+ Como usar a tecnologia para te ajudar a organizar as finanças

Comentários