Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Como fazer mapa mental para organizar suas tarefas e ideias

Time Neon

Fazer um mind map (mapa mental) é uma solução criativa para organizar todas as ideias e tarefas que passam pela sua mente.

Sabe aqueles projetos, pendências e planos que não saem da cabeça? Com essa ferramenta, você consegue colocar todos esses pensamentos em um único diagrama, visualizar suas ideias e se planejar muito melhor.

Quer saber como fazer um mapa mental para liberar sua criatividade e organizar sua vida? Siga a leitura.

O que é um mind map (mapa mental)

O mind map, ou simplesmente mapa mental, é uma ferramenta de organização em forma de diagrama que ajuda você a organizar suas ideias e se planejar melhor.

Ela foi criada pelo psicólogo Tony Buzan, considerado uma autoridade mundial sobre aprendizagem, memória e uso do cérebro.

Basicamente, o objetivo do mapa mental é fazer conexões entre aquelas ideias que parecem “soltas” na mente, de uma forma criativa e estimulante para nossos sentidos. Para isso, ele é desenhado a partir de uma ideia central que vai se desdobrando em várias ramificações, no formato de um diagrama intuitivo e altamente visual.

Com a ajuda das palavras-chave, cores, símbolos, imagens e conceitos interligados, fica muito mais fácil visualizar suas ideias e estruturar seu pensamento - as principais dificuldades que temos para nos organizar.

A explicação para a eficácia do mind map está no próprio cérebro, que fica muito mais estimulado com as anotações coloridas, formas e imagens do que com um check list tradicional ou mesmo uma planilha.

Assim, você consegue mapear suas ideias, organizar informações e solucionar problemas rapidamente.

Como diz o próprio criador da ferramenta, em seu livro Mapas Mentais e Sua Elaboração (Editora Cultrix, 2005):

“Um mapa mental utiliza todas as habilidades do cérebro para interpretar palavras, imagens, números, conceitos lógicos, ritmos, cores e percepção espacial com uma técnica simples e eficiente. Ele nos dá a liberdade de ir onde quer que nossa mente nos leve.”

Para que serve o mapa mental

O mapa mental serve para organizar qualquer tipo de informação e planejar sua vida pessoal e profissional.

Nas empresas, ele é muito usado para planejar projetos e fazer os chamados brainstormings (tempestade de ideias, na tradução livre do inglês), ajudando equipes a gerenciar suas tarefas, tomar notas em reuniões, ter novas ideias e implementá-las.

Nos estudos, o mapa mental é muito útil para interligar conceitos, fazer associações, memorizar conteúdos e planejar a aprendizagem.

Além disso, você pode usar os mind maps para dar vida a qualquer ideia, tarefa ou projeto que venha à cabeça, por exemplo:

 

As possibilidades são inúmeras: basta ter ideias correndo pela mente para dar utilidade a um mapa mental.

Na prática, essa ferramenta ajuda você a identificar soluções que você nunca tinha pensado antes (o famoso insight), fazer novas associações entre ideias e dar contexto a qualquer informação.

Exemplo de mind map

Vamos supor que você queira fazer um mapa mental para organizar sua vida financeira. Nesse caso, você pode começar com o conceito central de “planejamento financeiro” e ir desdobrando as ideias conforme vêm à sua mente.

O segredo é conseguir resumir o que você está pensando em palavras-chave e pequenas frases, dando vazão aos pensamentos e colocando tudo no papel - no caso, na tela.

Nesse exemplo, planejamento financeiro pode levar a ideias como atingir suas metas, quitar dívidas, juntar dinheiro, investir, conseguir renda extra, controlar o orçamento, etc.

Veja como ficaria em um mapa mental básico (feito com a ferramenta MindMeister):

mapa-mental

Com um mapa mental desse tipo, fica mais fácil visualizar suas metas de curto e longo prazo e planejar as ações necessárias para chegar onde você quer.

Ferramentas para fazer mapa mental

Você pode fazer seu mapa mental no papel mesmo, desenhando, ou utilizar um recurso online e softwares disponíveis.

Conheça algumas das principais ferramentas de mapeamento mental.

Mindmeister

O Mindmeister é uma das ferramentas de mapeamento mental mais populares da internet.

Na versão gratuita, é possível criar até 3 mapas mentais que podem ser compartilhados para colaboração em tempo real.

A vantagem é que os mind maps podem ser acessados a qualquer hora e lugar, já que ficam disponíveis na nuvem.

Canva

O Canva é outra ferramenta útil para criar mind maps e ilustrar suas ideias de forma gratuita e 100% online.

Você pode escolher entre mais de 20 tipos de gráficos profissionais e compartilhar os mapas com qualquer pessoa, além de visualizar os dados de forma simples.

Para facilitar, a ferramenta funciona no modelo “arrastar e soltar”, para que qualquer um consiga usar seu editor.

Free Mind

Para quem prefere o bom e velho software para download, o FreeMind é uma opção de ferramenta de mind maps 100% gratuita e de código aberto.

O design do programa é mais limitado, mas é possível utilizar todos os recursos do editor hierárquico offline.

8 dicas para organizar tarefas e ideias com o mapa mental

Fazer um mapa mental é simples e intuitivo, mas é importante saber aproveitar ao máximo essa ferramenta.

Veja algumas dicas para começar o seu.

1. Escolha um momento tranquilo

Antes de começar seu mapa mental, é importante escolher um momento tranquilo, em que você esteja com tempo livre e inspirado.

Lembre-se que você terá que liberar sua criatividade, e é melhor que não seja interrompido para não perder o ritmo do processo.

2. Comece pela ideia principal

Todo mind map começa com a definição da ideia principal que está passando pela sua cabeça.

Por exemplo, se você está com um projeto em mente e ainda não conseguiu parar para organizá-lo, ele deve ser o eixo central no mapa.

Pode ser algo mais específico como “planejamento de férias” ou simplesmente algo mais vago que precisa ser mais desenvolvido, como “autoconhecimento”.

3. Não pense muito no início

Quando começarem a surgir as ramificações da ideia principal, a regra é não pensar muito e deixar os pensamentos fluírem como estão na sua cabeça.

Por exemplo, se o seu tema central é “Plano de negócio” e você pensou em abrir um e-commerce e um restaurante ao mesmo tempo, não se preocupe com a aparente desconexão entre as ideias e anote tudo o que aparecer.

Mesmo que você descarte algumas anotações no futuro, esse é o momento de sair registrando tudo e buscando conexões livremente.

Quanto mais rápido você anotar os pensamentos, mais ideias surpreendentes podem surgir - mesmo que pareçam sem pé nem cabeça à primeira vista.

4. Capriche na parte visual

O segredo do mind map é a atratividade visual das ideias que estimula nosso cérebro.

Por isso, você pode abusar de cores, destaques em negrito e itálico, bordas diferenciadas, símbolos, imagens e todos os recursos criativos que a ferramenta permitir. Conforme você for criando o mapa, poderá agrupar certas ideias com a ajuda das cores e linhas do diagrama.

Além disso, é preciso que a hierarquia entre as anotações fique clara por meio dos tamanhos diferentes de fontes e formas, para que você identifique logo de cara quais são as ideias mais importantes.

5. Economize no texto

A ideia do mind map é utilizar textos curtos e palavras-chave que consigam sintetizar ideias.

Se você começar a escrever muito, pode comprometer a parte visual do mapa e deixá-lo bagunçado.

6. Faça uma pausa antes de revisar

Depois de concluir seu primeiro mind map, você terá que fazer uma pausa e deixar o cérebro descansar antes de fazer a revisão. Esse tempo é importantíssimo para internalizar as ideias e processar tudo o que você acabou de registrar.

Com a mente fresca, volte para o seu mapa mental e reorganize as anotações, descartando o que não serve, criando novas ligações e classificando ideias.

7. Volte ao mapa quantas vezes precisar

Muitas vezes, nossa mente fica processando as ideias do mapa mental por dias, e pode fazer novas conexões quando menos esperamos.

Sabe aquela sacada genial que surge durante o banho ou em um momento de lazer despretensioso? Nessas horas, você deve voltar ao mind map, incluir novas anotações e rever seu planejamento para chegar ainda mais longe.

8. Compartilhe seu mind map

Como vimos, existem ferramentas que permitem o compartilhamento e até a edição colaborativa online dos mind maps. Se você estiver criando um projeto coletivo, esses recursos são perfeitos para ter ideias em grupo e enriquecer ainda mais o mapa.

Além disso, é sempre uma boa ideia compartilhar seus planos pessoais com pessoas próximas e receber novas contribuições, opiniões e motivação para seguir em frente.

Gostou de conhecer o mind map e suas vantagens para organizar sua vida? Agora deixe um comentário contando qual será o tema do seu primeiro mapa mental.

Leia mais:

+ Clube das 5 da manhã: por que vale a pena acordar cedo

+ Rotinas administrativas: o que são e como acelerar

+ Como fazer networking com as pessoas certas e avançar na carreira

Comentários