Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Como fazer networking com as pessoas certas e avançar na carreira

Time Neon

Você sabe como fazer networking ou fica inseguro só de ouvir essa palavra? De fato, fazer contatos profissionais e manter relações não é das tarefas mais fáceis, mas é obrigatório para conseguir boas oportunidades no mercado de trabalho.

Afinal, uma pessoa que você conheceu hoje em um curso pode te indicar para a vaga dos sonhos daqui a alguns anos - e quanto maior for a sua rede de contatos, mais chances como essa você terá.

Vamos mostrar como fazer networking não é um bicho de sete cabeças e pode te ajudar a avançar muito mais rápido na carreira. Continue lendo e aprenda a ser bem relacionado no mercado.

Antes de fazer networking: por onde começar

Saber como fazer networking é obrigatório para quem quer avançar na carreira e se dar bem no mercado de trabalho. Para começar, vamos esclarecer o que isso significa.

A palavra network significa “rede de contatos” em inglês, e fazer networking nada mais é do que trabalhar essa rede para aumentar suas conexões profissionais.

Na prática, quanto mais bem relacionado você for, mais chances terá de abrir portas no mercado e ser lembrado quando surgem as oportunidades.

Logo, o networking é uma ferramenta essencial para conhecer pessoas da sua área profissional - e de outras áreas também - e manter contatos valiosos sempre por perto.

Antigamente, era comum fazer esses contatos pessoalmente, mas hoje já é possível criar sua rede online e se conectar com profissionais do mundo todo, como veremos ao longo do artigo.

Para que serve o networking?

Entender como fazer networking é um passo essencial para conseguir novas oportunidades e promover sua imagem profissional.

Por mais que você se dedique ao seu trabalho, seja altamente competente e esteja sempre buscando qualificação, pode perder muitas chances se não conhecer as pessoas certas. E, principalmente, se não contar com a confiança das pessoas certas.

Fazer networking não é ficar amigo de todo mundo, mas criar autoridade na sua área por meio das interações sociais (tanto digitais quanto presenciais) com pessoas importantes para o seu universo profissional.

Nesse cenário, a indicação é um sinal de que o profissional tem ótima reputação e sabe fazer seu marketing pessoal. Basta lembrar do ditado “quem não é visto, não é lembrado”.

Então, se você quer ser notado e surgir na mente das pessoas como uma ótima indicação, vai precisar se dedicar ao networking.

E a rede de contatos não serve apenas para conseguir emprego, mas também para se desenvolver na carreira, conseguir um aumento de salário, estreitar o relacionamento com clientes, identificar oportunidades de negócio, vender mais, etc.

Do primeiro estágio até o topo da carreira, você terá que fazer networking para crescer e conquistar credibilidade.

Resumindo: seu sucesso profissional também depende de pessoas, e é sua missão se conectar com elas. E como fazer isso? É o que vamos descobrir agora.

Como fazer networking com as pessoas certas

Antes de aprender como fazer networking, é importante saber com quem você deve se conectar na vida pessoal e profissional.

Basicamente, sua rede de contatos pode ser formada por:

  • Colegas de trabalho atuais e ex-colegas de trabalho;
  • Gestores e ex-gestores da sua equipe ou empresa em geral;
  • CEOs e executivos do C-Level (executivos sêniores) que inspiram você;
  • Profissionais que já contrataram você ou foram contratados por você;
  • Recrutadores de empresas para as quais você quer trabalhar;
  • Contatos de eventos corporativos como congressos e conferências;
  • Profissionais influentes que você admira e acompanha o trabalho;
  • Contatos indiretos de empresas pelas quais você passou como fornecedores, parceiros, instrutores, consultores etc;
  • Ex-alunos e colegas do seu curso de graduação ou pós-graduação na universidade;
  • Professores e ex-professores da universidade e cursos em geral;
  • Pessoas com quem você fez cursos, workshops e treinamentos;
  • Amigos e familiares de diversas áreas profissionais;
  • Pessoas da sua comunidade (associação do bairro, academia, centro esportivo, igreja etc).

Em resumo, vale a pena se conectar com qualquer pessoa do seu círculo social que possa contribuir com a sua trajetória profissional.

Por onde você passa, podem existir pessoas com interesses profissionais em comum ou até mesmo influentes no seu segmento - no evento corporativo ou na fila da padaria.

Por isso é importante ficar atento às oportunidades de conexão no dia a dia e pegar o hábito de trocar contatos.

A lista de possibilidades é imensa, e cabe a você determinar quais perfis são prioritários para alcançar seus objetivos na carreira.

Lembrando que as indicações podem vir de onde você menos espera - daí a importância de manter vários contatos, mesmo que não estejam diretamente ligados à sua área de atuação.

Como fazer networking: 7 dicas para impulsionar sua rede social

Chegou o momento que você mais esperava: nosso guia de como fazer networking com dicas exclusivas.

Veja como se dar bem na hora de fazer seus contatos e ampliar sua rede social.

1. Defina o que você quer

O primeiro passo para aprender como fazer networking é definir aonde você quer chegar com isso.

Quer conquistar um emprego naquela multinacional? Se tornar referência em um assunto específico da sua área? Conseguir bons contatos para sua futura empresa?

Esse objetivo vai dizer que tipo de pessoas você precisa contatar e como deve chegar até elas.

2. Crie sua marca pessoal

Você vai precisar de uma marca pessoal para fazer networking com excelência. Basicamente, é a sua “imagem profissional”, ou seja, o que você faz, quais são seus diferenciais e valores, e o que pode oferecer ao mercado.

Por exemplo, se você trabalha com vendas, pode promover uma imagem de vendedor consultivo (estratégia que está em alta no mercado) e se posicionar como um especialista em entender as necessidades dos clientes.

Também é interessante ter sua própria identidade visual para personalizar cartões de visita, assinatura de e-mail, site, currículo etc.

3. Mire no público-alvo certo

O próximo passo é mirar no público-alvo certo, de acordo com os objetivos que você traçou anteriormente.

Esse é o momento de priorizar os contatos que podem ajudar você a crescer na carreira, focando na qualidade em vez da quantidade. Afinal, não adianta ter centenas de contatos que não rendem nenhuma oportunidade concreta no mercado, certo?

Se você está em busca de um novo emprego, por exemplo, pode se conectar com pessoas que trabalham na área e recrutadores (profissionais do RH) de empresas que você tem em mente.

Essas pessoas podem ajudar não apenas com indicações diretas, mas também com informações importantes para ajudar na sua preparação para a entrevista, por exemplo.

4. Crie um perfil no LinkedIn

É impossível pensar em como fazer networking sem estar presente na maior rede social de negócios do mundo: o LinkedIn.

Mais de 690 milhões de profissionais (43 milhões só no Brasil) estão conectados por lá e mais de 4 milhões já conseguiram emprego pela plataforma, segundo dados publicados na IstoÉ Dinheiro em 2020.

Além disso, o LinkedIn é pensado para facilitar a conexão com as pessoas, permitindo o compartilhamento de conteúdo na sua linha do tempo, interações com publicações dos outros usuários, mensagens privadas, troca de recomendações, entre outros recursos.

Por isso, você precisa estar nessa rede e dedicar algum tempo para manter contato com suas conexões e promover sua imagem profissional.

Não deixe de conferir nosso artigo sobre como fazer um bom perfil no LinkedIn para impulsionar seu networking online.

5. Frequente os lugares certos

Além da presença digital, é importante estar nos lugares certos para encontrar seus potenciais contatos.

Antes da pandemia do novo coronavírus, por exemplo, era frequente a realização de eventos corporativos como congressos e feiras, encontros informais de profissionais como os “meet ups” pós-expediente, os famosos happy hours e também a troca de experiências nos coworkings (espaços de trabalho compartilhados).

No mundo pós-crise, esses espaços podem voltar a ser muito relevantes para fazer contatos profissionais - por enquanto, ficamos nos eventos online por videoconferência.

6. Tenha algo a oferecer

Para aprender como fazer networking, você precisa entender que essas relações são uma via de mão dupla. Ou seja: se você quer algo das pessoas, precisa oferecer algo em troca.

Uma dica valiosa é aproveitar qualquer oportunidade de fazer favores e gentilezas às pessoas, seja compartilhando um conteúdo útil, dando alguma informação ou fazendo um orçamento com “preço amigo”.

Sempre que tiver a chance, ajude os profissionais da sua rede e construa relacionamentos baseados nessa troca - garantimos que nada é mais eficiente para ser lembrado.

7. Seja paciente e humilde

Por fim, na hora de se conectar com as pessoas, é muito importante ter paciência para construir relações de confiança.

Afinal, mesmo quando os interesses profissionais estão claros, você precisa respeitar os limites das pessoas e mostrar o que tem a oferecer antes de pedir algo.

Tome cuidado também para não cair no erro da autopromoção exagerada e acabar parecendo arrogante.

Em vez disso, promova seu trabalho e competência nos momentos certos e com humildade, mostrando que está sempre em busca de aprimoramento pessoal e profissional - mas que também tem muito a aprender, como todos nós.

Gostou das dicas de como fazer networking para impulsionar sua carreira? Diga o que achou nos comentários e conte quais estratégias você já usou.

Leia mais:

+ Como fazer um bom perfil no LinkedIn e conquistar o emprego ideal

+ 5 dicas para te ajudar a se recolocar no mercado de trabalho

+ Como se comportar em uma entrevista de emprego online

Comentários