Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Como economizar moedas: 4 dicas para fazer seu troco render mais

Time Neon

Já pensou em como economizar moedas pode fazer a diferença para o seu bolso?

Se você é do tipo que nem presta atenção no troco e gasta com qualquer coisa, está na hora de rever seus hábitos e fazer alguns cálculos.

De moeda em moeda, você pode juntar uma quantia considerável, melhorar seu planejamento financeiro e alcançar objetivos que nunca imaginou.

Duvida? Então é melhor acompanhar nossas dicas e aprender como economizar moedas.

Continue lendo e você verá que está na hora de começar a dar valor aos seus centavos.

Como economizar moedas pode mudar sua vida financeira

À primeira vista, saber como economizar moedas não parece tão relevante para a sua vida financeira. Afinal, são “apenas moedinhas”, uns poucos reais e centavos que sobram aqui e ali.

Muitas vezes, nem sabemos para onde vão esses trocados, pois já estamos acostumados a ignorá-los nas compras do dia a dia. Inclusive, muita gente reclama que eles ocupam espaço na carteira e têm pavor de receber uma mão cheia de moedas de troco.

Para você ter uma ideia, 36% das moedas produzidas no Brasil (ou 9 bilhões de moedas) estão fora de circulação, segundo dados do Banco Central publicados na Agência Brasil em 2020.

Isso significa que muitos brasileiros estão deixando suas moedas paradas em casa e provavelmente não se importam com elas, ou gastam com qualquer bobagem.

Mas a verdade é que, de troco em troco, é possível juntar um bom dinheiro e alcançar objetivos financeiros que você nem imagina.

Se você calcular quantas moedas recebeu em um ano, é provável que surpreenda com o valor final e comece a dar mais valor a elas.

Além disso, economizar moedas é um ótimo começo para quem ainda não tem o hábito de poupar e precisa começar a pensar no futuro urgentemente.

Exemplos de como economizar moedas vale a pena

Quer ver como economizar moedas vale a pena no fim das contas?

Veja três exemplos de pessoas que levaram esse hábito a sério.

O menino que comprou um carro com um cofrinho

Thiago Morales Berce, de apenas 14 anos, conseguiu comprar um carro depois de juntar moedas desde os sete anos de idade.

O jovem poupador da cidade de Assis de Chateaubriand, no Paraná, virou notícia em 2018 e ganhou visibilidade nacional graças à determinação em poupar dinheiro e alcançar seus objetivos.

A ideia de juntar moedas veio do pai, que começou a trabalhar muito cedo e conseguiu comprar um Fusca aos 13 anos.

"Quando meu pai contou essa história, fiquei muito motivado e decidi comprar um Fusca também. Sempre que sobrava um troco eu guardava em um cofrinho”, disse Thiago em entrevista ao UOL em 2018.

Apesar de ainda não poder dirigir, Thiago realizou seu sonho de infância e hoje dá palestras sobre planejamento financeiro pelo Brasil.

Ele tem três dicas para quem quer começar a poupar: foque nos seus sonhos, economize sem pensar no valor e só gaste o que juntou em casos muito urgentes.

O casal que comprou imóveis juntando troco da mercearia

Outro caso inspirador é o do casal Mylenna e Alison Silva, que conseguiu dar entrada em carros e imóveis juntando o troco da mercearia da família.

Em entrevista ao IG de 2019, eles contam que começaram a juntar moedas em 2015 e, um ano depois, já tinham R$ 5 mil para dar entrada em um carro.

Para alcançar essa meta, o casal guardou em caixas de sapato e galões de água vazios moedas e notas de R$ 2 que recebiam de troco na mercearia.

Com mais alguns anos de economia, conseguiram dar uma entrada de R$ 15 mil em uma casa de três cômodos e mais R$ 10 mil de entrada em outra casa na mesma localidade.

O aposentado que comprou um carro com 34 mil moedas

José Cardoso, conhecido como Seu Zio, é um aposentado morador de Bom Jesus da Serra, no sudoeste da Bahia, que ficou famoso por comprar um carro com 34 mil moedas de R$ 1.

Ele juntou as moedas religiosamente por sete anos até conseguir o valor suficiente para comprar um carro zero à vista, conforme relatado no G1 em 2011.

Para a surpresa da concessionária, Seu Zio carregou as 34 mil moedas até o local para realizar a compra, virando notícia instantaneamente.

De acordo com ele, o projeto era segredo de família e as moedas vinham do troco de comerciantes e feirantes da cidade.

Cada um desses casos tem em comum o fato de que essas pessoas tinham objetivos para suas moedas. Veja aqui um artigo completo sobre por que você faz o que faz com seu dinheiro.

O risco de economizar moedas

As histórias que acabamos de conhecer são inspiradoras, mas têm um problema: guardar moedas em casa pode ser arriscado para o seu bolso.

Isso porque existe um conceito chamado inflação, que faz os preços subirem (ou descerem, quando há deflação) na economia e pode levar à desvalorização do dinheiro em espécie.

Se você deixar suas moedas paradas em casa, pode perder poder de compra conforme a inflação aumenta no país.

Por isso, o caminho mais seguro para preservar o valor do dinheiro seria investir essas moedas em uma aplicação que renda acima da inflação, garantindo que o valor seja corrigido.

Mas isso não muda o fato de que é preciso economizar moedas e aproveitar qualquer troco que você receber no dia a dia. A única diferença é que você pode ir além e fazer essas moedas renderem, em vez de apenas deixá-las guardadas em um cofrinho.

Troco digital: uma nova forma de economizar moedas

A criação do “troco digital” é mais um resultado da digitalização da economia, até porque a tendência é que se use cada vez menos o dinheiro vivo nas transações do dia a dia.

Como você deve saber, os comerciantes sofrem para conseguir troco e muitas vezes não aceitam notas mais altas pela dificuldade em trocar o dinheiro. Para resolver esse problema, startups de tecnologia criaram plataformas que vinculam o troco ao CPF do cliente, permitindo que ele resgate o valor em uma carteira digital.

Dois exemplos são a Pigcoins e a Sled, que oferecem praticamente o mesmo serviço. No caso do Sled, o troco recebido digitalmente e armazenado na carteira digital rende uma porcentagem todo mês, solucionando o problema do dinheiro parado em casa.

4 dicas para economizar moedas e tornar isso um hábito

Se está difícil aprender como economizar moedas, temos algumas dicas para ajudar na sua missão. Veja como manter o foco e a disciplina.

1. Foque nos seus objetivos

Você só vai conseguir economizar suas moedas se estiver focado nos seus objetivos — caso contrário, vai acabar gastando à toa.

Como estamos falando de valores baixos, você pode direcionar suas moedas para metas de curto prazo, como comprar um celular, fazer uma viagem ou renovar seu guarda-roupas, por exemplo.

Outra ideia é reservar as moedas para incrementar sua reserva de emergência e juntar mais rápido o valor necessário para imprevistos.

Veja aqui o que é e como montar uma reserva de emergência.

2. Guarde cada centavo

Quando se trata de economia, cada centavo conta e pode fazer muita diferença no futuro.

Por isso, nada de desprezar os R$ 0,50 de troco da padaria ou largar suas moedas por aí.

Se ainda não estiver motivado, faça uma experiência simples: vá juntando moedas e no final do mês veja quanto você conseguiu guardar. Depois, multiplique o valor por 12 para ter uma ideia do quanto você poderia economizar apenas com moedas ao longo de um ano inteiro.

Lembrando que é importante registrar o quanto você está poupando para manter a organização financeira e também continuar motivado.

3. Digitalize suas economias

Você pode até guardar as moedas em um clássico cofrinho, mas o ideal é digitalizar esse dinheiro conforme for juntando.

Por exemplo, você pode depositar o dinheiro na sua conta bancária toda vez que atingir R$ 50. Assim, você consegue aplicar o valor economizado e garantir a preservação do seu poder de compra.

Uma dica valiosa é investir suas economias no CDB Neon, que tem liquidez diária e rende entre 95% e 101% do CDI (mais do que a poupança).

4. Use o Desafio das 52 semanas

O Desafio das 52 semanas é um ótimo método para juntar dinheiro e você pode incorporar suas moedas nessa missão.

Basicamente, você terá que poupar o valor equivalente ao número da semana. Por exemplo, na semana 1 você pouparia R$ 1, na semana 2, R$ 2, e assim por diante até chegar a R$ 52 na última semana do ano.

COMEÇAR O DESAFIO 52 SEMANAS

Se seguir essa regra, você terá R$ 1.378 no final do ano (ou mais, se aplicar em um investimento).

Mas você também pode criar suas próprias regras, desde que poupe dinheiro toda semana e consiga adquirir esse hábito.

 

Deu para entender como economizar moedas pode ser útil na sua vida financeira? Então, comente se gostou das dicas e se está pronto para começar a juntar seus trocados.

ilustração neon mulher cuidando do dinheiro com app

Cuide bem do seu dinheiro. Experimente o app Neon!

download app neon android
download app neon ios

Comentários