Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Por que é importante olhar o prazo de resgate do fundo de investimento

Ana Gabriela Graças

Um ponto de atenção ao investir é o prazo de resgate do fundo de investimento. Esse prazo está diretamente relacionado à sua liquidez — a facilidade com que um ativo pode ser transformado em dinheiro, quando necessário — e também determina em quanto tempo você pode ter acesso ao montante aplicado.

Os fundos de investimento são responsáveis por boa parte da movimentação do mercado financeiro e são uma opção para quem deseja alternativas além da poupança.

Segundo levantamento da Anbima (Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais), em junho de 2019 a indústria de fundos atingiu R$ 5 trilhões em patrimônio líquido, o que corresponde a 74% do PIB brasileiro.

Um número muito significativo, não é mesmo? Tendo em vista o volume de ativos que estão nos fundos de investimento, é cada vez mais importante tirar qualquer dúvida sobre eles, principalmente no que diz respeito ao resgate do dinheiro.

Isso fará com que você não seja pego desprevenido caso precise ter acesso à sua aplicação rapidamente e também não corra o risco de ter um rendimento menor caso mexa no dinheiro antes do período certo.

Aqui vamos te explicar o que é um fundo de investimento e por que é importante estar atento ao prazo de resgate e mostraremos algumas opções de investimento com resgate imediato. Continue conosco!

O que é um fundo de investimento

Fundo de investimento nada mais é do que um portfólio com diferentes opções de ativos financeiros como renda fixa, ações e multimercados (mistura de renda fixa e ações).

Eles não são emitidos por bancos e contemplam recursos de diferentes investidores que têm como objetivo comprar os ativos citados acima.

Cada fundo tem um gestor, o qual é responsável por estudar o mercado e decidir onde aplicar o dinheiro que foi captado dos investidores.

Os tipos de fundos de investimento são:

  • Fundos de ações
  • Fundos de curto prazo
  • Fundos de renda fixa
  • Fundos cambiais
  • Fundos de dívida externa
  • Fundos multimercado
  • Fundos imobiliários
  • Fundos referenciados

 

Vamos falar dos prazos, então?

Por que ter atenção ao prazo de resgate do fundo de investimento

O processo de resgate do dinheiro envolve três prazos diferentes:

1. Prazo de cotização

Depois que você faz uma aplicação em fundos de investimento, o seu dinheiro se transforma em cotas. E quando você resgata o valor aplicado o processo contrário acontece também: as cotas se tornam dinheiro. O tempo que leva para essas transformações acontecerem é chamado de prazo de cotização.

2. Prazo de liquidação

Após solicitar o resgate e seu dinheiro passar pela cotização, há um tempo entre o dinheiro sair do fundo de investimento e ir para sua conta. Esse período é chamado de prazo de liquidação.

3. Prazo de resgate

A soma do prazo de cotização com o prazo de liquidação é o prazo de resgate. Ou seja, ele se refere exatamente ao tempo que leva entre a solicitação ser realizada até o dinheiro estar em suas mãos.

 

No mercado financeiro, a sigla “D+” determina qual é o prazo de resgate. Para saber o que é “D+1”, por exemplo, basta ter em mente que apenas será possível fazer o resgate da aplicação um dia útil após a solicitação. Importante reforçar que apenas dias úteis são contabilizados.

E é justamente por isso que é preciso ter atenção ao prazo de resgate: se você precisar do montante que está investido e tem um D+ muito longo, você poderá ter suas finanças prejudicadas.

Lembre-se: quanto maior a liquidez de um fundo de investimento, mais rápido você consegue resgatar seu dinheiro aplicado sem sair perdendo.

Aqui você confere o que significa liquidez e qual a diferença para rentabilidade.

Um investimento “D+30”, por exemplo, precisa ser feito com muito planejamento, pois você terá que esperar algumas semanas pela liquidação do resgate caso precise do dinheiro.

Ou seja, esse processo, que também é chamado de “cotização de resgate de fundos”, pode te impedir de usufruir do seu dinheiro quando você mais precisar dele. Então, na hora de fazer uma aplicação em fundos de investimento, é preciso avaliar os prazos de resgate das cotas para não ser pego de surpresa.

E mais: alguns fundos também podem estabelecer um período de carência. Isso significa que haverá um prazo mínimo em que não será possível nem sequer solicitar o resgate. Então, esteja atento aos regulamentos dos fundos e seus respectivos prazos.

E os investimentos com resgate a qualquer momento?

Diversos fundos de investimento permitem resgate imediato, principalmente os de renda fixa. Eles são uma boa alternativa para montar uma reserva de emergência, por exemplo, que é aquele dinheiro que você precisa ter em mãos a qualquer momento.

Você sabe o que é reserva de emergência? Aprenda aqui a montar uma.

O CDB Neon também é uma alternativa de investimento com liquidez diária — e melhor, oferece uma vantagem que nenhum outro investimento tem: você pode resgatar seu dinheiro a qualquer hora do dia ou da noite, mesmo em finais de semana e feriados, direto pelo seu app Neon. Que tal?

No caso do CDB (Certificado de Depósito Bancário), ele é um título de renda fixa emitido por instituições bancárias. Essa á uma das diferenças para os fundos de investimentos, os quais não são vinculados aos bancos.

Então, se o resgate do fundo de investimento é algo que te causa preocupação, você pode recorrer ao CDB para ter mais segurança e manter seu dinheiro “próximo” a você.

Fundos de investimento ou CDB: em qual vale a pena investir?

Agora que você já sabe por que é importante ter atenção ao prazo de resgate do fundo de investimento, conta para a gente nos comentários o que achou dessa informação!

 

Leia também:

+ Aplicação em CDB da Neon: como funciona e como investir

+ Como aprender a investir do zero e multiplicar seu dinheiro

+ 8 cursos gratuitos que vão te ensinar sobre investimentos

Comentários