Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Perfil de investidor: o que é, tipos e como descobrir o seu

Time Neon

O perfil de investidor é uma classificação muito útil para escolher os investimentos certos para a sua realidade. Ele mostra se você é mais conservador, mais moderado ou mais arrojado quando se trata de aplicações financeiras.

Assim, você consegue tomar decisões mais conscientes sobre o seu dinheiro e respeitar sua tolerância ao risco.

Nos tópicos a seguir, vamos entender o que é o perfil de investidor e ajudar você a descobrir qual é o seu com um quiz exclusivo:

Continue lendo e veja quem é você no mundo dos investimentos.

O que é perfil de investidor?

O perfil de investidor, também chamado perfil de risco, é um conjunto de características que determina quais são os investimentos mais adequados para você.

Ele parte de critérios como tolerância ao risco, expectativa de ganhos e situação financeira, que, combinados, resultam em um dos três perfis existentes:

  • conservador;
  • moderado;
  • arrojado.

Todas as pessoas interessadas no mercado financeiro precisam descobrir qual o seu perfil de investidor antes de aplicar qualquer dinheiro. Isso evita que você faça aplicações em um produto com risco muito maior do que aquele que está disposto a tolerar, por exemplo.

Por isso, as corretoras de valores, bancos e fintechs sempre aplicam uma análise chamada “suitability” (adequação, em português), que consiste em um formulário com várias questões que definem o seu perfil de investidor.

Inclusive, essa análise é obrigatória por lei e está prevista na Instrução n° 539, de 2013, da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Esse passo é necessário para garantir que os investimentos escolhidos estejam alinhados ao seu perfil e que você não tenha nenhuma surpresa desagradável ao aplicar seu dinheiro.

Para que serve o perfil de investidor?

O perfil de investidor serve para guiar você ou seu analista de investimentos na hora de escolher aplicações compatíveis com seu bolso e seus objetivos.

Após responder ao questionário, você será classificado em um dos três perfis existentes — conservador, moderado ou arrojado — e, assim, poderá tomar decisões mais inteligentes sobre seu dinheiro.

Na prática, você pode investir em qualquer produto que desejar, mesmo que não seja indicado para o seu perfil.

No entanto, essa classificação é pensada para dar mais segurança às escolhas que você faz e evitar que você tome alguma decisão por impulso, ou acabe aplicando dinheiro em um produto que não conhece direito.

Por exemplo, se você for classificado como conservador e selecionar um investimento de alto risco na conta da sua corretora de investimentos, você receberá uma notificação de alerta para a incompatibilidade do produto com seu perfil — entretanto, não será impedido de aplicar.

Como o perfil do investidor é definido?

O perfil do investidor é definido a partir de um questionário elaborado pelas corretoras e bancos, chamado “suitability”, que segue um modelo determinado pela CVM.

Estes são os principais critérios avaliados pela instituição:

  • finalidade dos investimentos: se você quer preservar seu patrimônio, comprar algo no futuro ou maximizar seu potencial de ganhos;
  • prazo de investimento: por quanto tempo você pretende deixar seu dinheiro aplicado (por exemplo: até 1 ano, de 1 a 5 anos, mais de 5 anos, etc.);
  • situação financeira: se você pode precisar do dinheiro aplicado a qualquer momento ou se conta com uma reserva de emergência e outras fontes de renda;
  • renda mensal: faixa de rendimentos mensais (por exemplo: até R$ 3 mil, entre R$ 3 mil e R$ 5 mil, acima de R$ 10 mil, etc.);
  • percentual da renda investido: qual percentual da sua renda você já investe mensalmente (por exemplo: até 10%, de 10% a 20%, de 20% a 50%, etc.);
  • tolerância ao risco: se você está disposto a lidar com a volatilidade do mercado (altos e baixos repentinos) para ganhar mais ou se não suporta a ideia de perder dinheiro em alguns momentos e prefere algo mais estável;
  • familiaridade com produtos: quais aplicações e ativos financeiros você conhece atualmente na renda fixa e renda variável (por exemplo: ações, fundos de investimento, CDBs, debêntures, etc.);
  • composição atual dos investimentos: percentual do patrimônio atual alocado em renda fixa e variável (se houver) e valor total investido;
  • nível de conhecimento do mercado financeiro: relação entre sua formação profissional ou experiência com o mercado financeiro e nível de conhecimento sobre os diversos produtos disponíveis.

Todos esses aspectos são considerados para determinar o perfil de investidor que mais combina com você.

Tipos de perfil de investidor

Como vimos, existem três tipos de perfis de investidor usados atualmente no mercado.

Veja como eles funcionam.

Investidor conservador

O investidor conservador é aquele que quer preservar seu patrimônio acima de tudo e prefere não correr muitos riscos quando o assunto é investimentos. Ele investe principalmente em renda fixa, categoria com rentabilidade conhecida no momento da aplicação.

Seus produtos mais comuns são:

  • títulos do Tesouro Direto;
  • CDBs (Certificados de Depósito Bancários);
  • LCIs e LCAs (Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio);
  • fundos de investimento em renda fixa.

 

O que essas aplicações têm em comum é o risco baixo — mas não inexistente, que fique claro — e várias opções de rentabilidade e liquidez (facilidade em transformar o ativo em dinheiro sem ter prejuízo, quando necessário).

A maioria dos investidores iniciantes é classificada nessa categoria, pois é natural não querer se expor a riscos quando você ainda está conhecendo o funcionamento dos produtos financeiros.

Inclusive, o CDB Neon é uma ótima opção para quem está começando a investir e precisa de um investimento seguro com liquidez diária. Sabe o que é melhor? É possível fazer aplicações a partir de R$ 10 direto pelo app e resgatar o dinheiro a qualquer momento, inclusive aos finais de semana e feriados.

INVESTIR NO CDB NEON

Investidor moderado

O investidor moderado preza pelo equilíbrio entre risco, liquidez e rentabilidade, combinando ativos conservadores com ativos mais arrojados.

Ou seja: ele ainda se preocupa com a preservação do seu patrimônio, mas está disposto a arriscar uma porcentagem menor do seu dinheiro em investimentos que tragam maior retorno a longo prazo.

Por isso, o investidor moderado costuma deixar a maior parte do seu dinheiro em aplicações de renda fixa. Mas, ao contrário do conservador, ele está disposto a enfrentar a volatilidade da renda variável para ter uma expectativa de ganho maior em alguns ativos como ações e opções.

Logo, ele tem uma carteira mais diversificada — inclusive em relação ao grau de risco.

Investidor arrojado

O investidor arrojado é o mais experiente dos três perfis e o que mais tolera altos níveis de risco em nome de um potencial de ganho superior.

Ele está habituado aos altos e baixos do mercado e tem controle emocional suficiente para lidar com grandes perdas sem vender suas posições.

Geralmente, o investidor arrojado mantém mais de 40% de seu patrimônio alocado em ativos de renda variável como ações, criptomoedas, opções e fundos cambiais.

Obviamente, para ser classificado nesse perfil, você precisa ter um bom conhecimento do mercado financeiro e familiaridade com produtos de alto risco.

Teste: qual meu perfil de investidor?

Agora que você conhece os perfis de investidor, que tal descobrir qual é o seu?

Responda ao nosso quiz e tire essa dúvida!

O que é mais importante para você em um investimento?
  1. Preservar meu patrimônio, mesmo que, para isso, meus ganhos tenham que ser menores
  2. Preservar meu patrimônio, mas buscar também a valorização dele, colocando uma parcela em risco
  3. Ganhar o máximo de dinheiro possível assumindo riscos maiores

 

O que você faria se um investimento seu tivesse uma perda de 10% em um único dia?
  1. Entraria em pânico e resgataria o valor restante imediatamente para não correr o risco de perder mais ainda
  2. Ficaria preocupado, mas esperaria um pouco mais para ver se a situação iria se reverter
  3. Ficaria completamente tranquilo e aguardaria os novos movimentos do mercado, afinal, o mundo dos investimentos é assim mesmo e a volatilidade tende a ser compensada no longo prazo

Qual dessas posições representa melhor sua situação ao investir?
  1. Tenho pouco dinheiro guardado e quero investir, mas posso precisar dessa quantia a qualquer momento em caso de emergência
  2. Tenho uma reserva de emergência formada à parte e posso investir esse dinheiro por alguns anos com tranquilidade
  3. Tenho outras fontes de renda e aplicações suficientes para fazer investimentos a longo prazo sem receio de precisar do dinheiro repentinamente

Qual porcentagem da sua renda você investe?
  1. De zero (ainda não comecei a investir) até 5% ao mês
  2. De 5% a 10% da minha renda mensal
  3. Acima de 10% da minha renda mensal

Qual seu nível de conhecimento sobre o mercado financeiro?
  1. Sempre usei a poupança e estou conhecendo produtos como Tesouro Direto, CDB, fundos DI, LCI/LCA, debêntures e fundos de investimentos de renda fixa
  2. Já tenho alguma experiência com produtos de renda fixa e me arrisco na bolsa de valores com ativos como ações, além de fundos de investimento em renda variável (fundos de ações, fundos cambiais, fundos imobiliários, etc.)
  3. Tenho amplo conhecimento do mercado financeiro e já aplico em produtos como fundos de investimentos em participações, BDRs, criptomoedas e derivativos (opções, swaps, futuros, etc,).

Veja seu resultado de acordo com o número de respostas:

 

Mais respostas A

Mais respostas B

Mais respostas C

Seu perfil é conservador e pede investimentos em renda fixa com baixo risco.

Seu perfil é moderado e já permite assumir alguns riscos em nome de uma rentabilidade maior, desde que seja uma pequena parte do patrimônio.

Seu perfil é arrojado e inclui ativos de alto risco com grande potencial de retorno a longo prazo.

Como tomar decisões com base no seu perfil

Conhecendo seu perfil de investidor, você pode tomar decisões mais conscientes não apenas sobre investimentos, mas também em relação a compras, financiamentos, empréstimos, etc.

Por exemplo, se você se descobriu conservador, é melhor escolher investimentos mais seguros e tomar muito cuidado ao assumir dívidas de longo prazo.

Se é moderado, você não terá problemas em tomar um empréstimo pessoal para realizar um sonho, desde que esteja dentro das suas possibilidades financeiras.

Agora, se você é mais arrojado, é bom ficar atento às compras por impulso, sejam de bens e serviços ou de investimentos “imperdíveis”.

Isso porque esse perfil costuma ser mais impulsivo e ceder facilmente a ofertas com grande potencial de lucro — uma combinação arriscada que pode levar você a cair em golpes.

 

Viu como é importante conhecer seu perfil de investidor? Comente qual é seu perfil e se você se surpreendeu com o resultado. 😉

ilustração neon mulher cuidando do dinheiro com app

Cuide bem do seu dinheiro. Experimente o app Neon!

download app neon android
download app neon ios

Comentários