Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

O que é CDB? Saiba tudo sobre esse investimento

Time Neon

Você quer mudar sua vida financeira e começou a pesquisar sobre investimentos, não foi?

E aí, procurando investimentos bons para iniciantes, com baixo risco, se deparou com a sigla CDB - o famoso Certificado de Depósito Bancário. Mas o que é CDB?

Tem ofertas de CDB de todos os tipos, de vários bancos, com rendimentos diferentes e letrinhas miúdas que só confundem, né? Mas isso acaba hoje! Agora você vai aprender o que é CDB, entender o que é o tal do CDI e, principalmente, aprender a investir e ganhar mais dinheiro!

Dá pra começar a investir hoje mesmo!

Afinal, o que é CDB e por que ele existe?

Pra entender o que é CDB, você precisa ter em mente que, entre as atividades de um banco, estão captar e emprestar recursos.

Bancos captam dinheiro, pegam empréstimos (de outros bancos, do governo ou de pessoas físicas, como você) e emprestam este dinheiro a outras pessoas ou empresas, cobrando taxas de juros que podem ser mais altas.

É fácil fazer esta conta: quando você deposita dinheiro numa poupança, faz um empréstimo desse dinheiro para o banco, que te paga 0,3% ao mês de juros (sim, a poupança está rendendo só isso - dados de outubro/2018). Quando você usa o limite do seu cheque especial, por exemplo, o mesmo banco pode te cobrar 13,5% ao mês.

Percebeu a diferença? Por isso, já ficam as duas primeiras dicas: poupança e cheque especial são PÉSSIMOS negócios pra você. Fuja deles!

Então, como investimento de renda fixa, o CDB funciona exatamente desta forma: você empresta seu dinheiro para que o banco possa usar. Em troca, o banco devolve o dinheiro corrigido com os juros. Em vez de pagar juros, você passa a lucrar com eles!

Nada mal, hein?

Tipos de investimento em CDB

Aqui vai uma informação importante: não existe apenas um tipo de CDB. A principal diferença entre os CDBs é a forma como entregam o rendimento aos investidores, ou seja, a taxa de juros que remunera o investimento.

Existem três tipos de CDB: os prefixados, os pós-fixados e os híbridos (que pagam juros + inflação).

CDB prefixado

Um CDB prefixado rende uma taxa fixa ao ano.

Você fica sabendo, no momento da aplicação, o rendimento dele. Se você comprou um CDB de 10% ao ano, com prazo de um ano, vai receber 10% do dinheiro que investiu. Simples assim.

É sempre bom lembrar que os juros são compostos! Por exemplo, se você investir em um CDB de 5 anos que pague 17% ao ano, ao final do período você terá ganho bruto de 119,24% (não é só multiplicar 17% vezes 5 anos, ok?)

Se você quiser simular o ganho com os seus juros compostos, pode usar esta calculadora, super simples, no meu site: www.leandrobeninca.com.br/calculadora

CDB pós-fixado

Eles são a maioria dos CDBs que você vai encontrar no mercado, e é comum você se deparar com os termos “CDB DI” ou “CDB CDI".

CDI significa Certificado de Depósito Interbancário. É um título que controla os juros das transações entre bancos. Todos os dias, pra poder fechar o saldo no azul, os bancos fazem empréstimos de curtíssima duração entre eles, cobrando os juros do CDI.

Os bancos oferecem então os CDBs atrelados ao CDI, como uma alternativa: em vez de tomar um empréstimo de outro banco, eles podem pegar emprestado de você! E para isso, oferecem taxas que são um percentual do CDI.

Tem banco que oferece CDB a 70% do CDI, por exemplo. Então, se o CDI hoje é de 10%, você recebe 70% disso - que seria 7% de juros.

Por exemplo, os CDBs da Neon são do Banco Votorantim. Eles rendem de 95% a 101% do CDI (nem preciso dizer que isso é muito melhor do que a poupança, né?).  

CDB híbrido

Pelo nome, já dá pra notar, né? O CDB híbrido é uma mistura de pré e pós-fixado.

Nesse tipo, é oferecida uma taxa prefixada, mais uma variável, geralmente o IPCA (a taxa oficial de inflação).

Assim como o CDB pós-fixado, esse título está sujeito a oscilações na rentabilidade, porém menores já que existe também uma taxa fixa acordada.

Por exemplo, se escolher um CDB que oferece 4% + IPCA, a rentabilidade, caso o IPCA seja de 6% ao ano, será 10% de retorno anual sobre o valor investido.

As principais vantagens do CDB

A essa altura você já deve ter entendido o que é CDB, certo? Mas quais são as vantagens?

Além de oferecer rentabilidade maior que a poupança, existem outras vantagens ao investir em CDBs.

Ao realizar um investimento, é normal que a gente fique preocupado com o tempo que nosso dinheiro vai ficar "parado". Se o prazo para resgate é um problema pra você, saiba que existe a possibilidade de contratar CDBs de liquidez diária, que permitem que você tenha acesso ao seu dinheiro quando quiser!

DICA DE OURO: CDB com liquidez diária é o investimento perfeito para reserva de emergência, pois ele fica disponível todo dia para você. Na conta digital Neon, você transfere o valor investido no CDB para sua conta e pode usar NA HORA, 24 horas por dia.

Por ser um investimento bastante seguro, o CDB tem baixíssimo risco para o investidor, sendo garantido pelo FGC (o Fundo Garantidor de Crédito) em até R$ 250.000 por CPF e por instituição financeira.

Em caso de falência do banco que te vendeu o CDB, o Fundo Garantidor de Créditos te devolve o dinheiro investido, dentro do limite assegurado.

CDB e os tributos

Assim como outros investimentos, o Certificado de Depósito Bancário não escapa da mordida do leão - não é isento do Imposto de Renda.

Sobre qualquer CDB, incide uma alíquota do Imposto de Renda. O IR segue uma regra conhecida como alíquota regressiva: quanto mais tempo seu dinheiro ficar investido, menor será a porcentagem a ser paga. 

Você não precisa se preocupar com o pagamento, uma vez que esse imposto é recolhido na fonte. Isso significa que quando decidir fazer o resgate, o banco já vai separar a parte do governo, e você só recebe o valor líquido na sua conta.

A tributação dos CDBs é semelhante à maioria das aplicações de renda fixa:

  • 22,5% – sobre os rendimentos ocorridos até 180 dias após a aplicação;

  • 20% – sobre os rendimentos ocorridos até 360 dias após a aplicação;

  • 17,5% – sobre os rendimentos ocorridos até 720 dias após a aplicação;

  • 15% – sobre os rendimentos ocorridos após 720 dias da aplicação.

E tem mais um imposto: se você resgatar seu investimento com menos de 30 dias, também incide o IOF sobre ele.

Então, sempre vale a pena deixar o dinheiro investido pelo menos durante os primeiros 30 dias, para fugir deste imposto.

E uma confusão comum: Tanto o IOF quanto o Imposto de Renda são calculados apenas sobre o rendimento e não pelo montante investido. Se você depositou R$ 1.000 e teve R$ 10 de rendimento, vai pagar impostos somente sobre os R$ 10, ok?

Quanto dinheiro preciso ter para investir em um CDB?

Boa notícia: há CDBs para todos os bolsos!

Existem CDBs por menos de R$ 1.000 e outros que só aceitam aplicações de mais de R$ 25.000.

Na Neon, você pode decidir! O investimento mínimo é de apenas R$ 10 (ou seja, não tem desculpa pra não começar a investir).

Você pode usar o CDB para alcançar um sonho, por exemplo. Pode programar parcelas diárias ou mensais até alcançar o valor que quiser.

Aliás, uma maneira ótima de investir é tratar isso como uma "conta a pagar". Todo mês, haja o que houver, você tem que depositar aquela parcelinha ali, como se fosse um boleto. A diferença é que você vai estar pagando pelo seu futuro sonho!

Outra maneira é fazer seu dinheiro crescer sem precisar de parcelas programadas, investindo quando e quanto quiser! Quanto maior o valor de entrada, melhores são as taxas entregues aos investidores.

E claro, tempo é dinheiro! Quanto mais tempo você deixar seu dinheiro investido, mais retorno vai ter.

CDB é seguro?

Sim, muito! Vamos responder umas perguntas bem frequentes sobre CDBs:

E se o banco emprestar meu dinheiro para um cliente inadimplente?

Não se preocupe, esse risco não é real. O dinheiro investido não fica preso a um destino específico, mas sim a uma conta muito maior do banco.

E se o banco quebrar?

O risco de crédito, como vimos antes, é garantido pelo FGC - o Fundo Garantidor de Créditos, uma instituição do mercado financeiro a que todos os bancos estão vinculados.

Até R$ 250 mil por instituição, seu dinheiro está garantido: se o banco quebrar, o FGC protege seu investimento e te paga o valor investido, funcionando como um mecanismo de controle e defesa do mercado.

É difícil controlar o investimento em CDB?

Com CDB, não! Você transfere seu dinheiro para a conta do CDB que vai usar, e pronto. Depois, é só ir acompanhando os rendimentos e esperar a data para sacar.

No caso do CDB na Neon, a liquidez é diária - você pode resgatar seu dinheiro a qualquer momento, sem precisar esperar pelo vencimento!

Investimento em CDB: como começar?  

Agora que você sabe o que é e como funciona um CDB, chegou a hora de decidir se é o melhor investimento pra você, e começar!

Atualmente, investir é um processo incrivelmente simples, e bem parecido com uma compra online. Além disso, a maioria das instituições financeiras permite que você acompanhe seu saldo e a valorização das suas compras.

Defina seu objetivo

Afinal, por que você quer investir? Qual é seu plano? Comprar algo de maior valor ou se aposentar com tranquilidade?

Se o plano é guardar dinheiro para a aposentadoria dos seus sonhos, liquidez diária não é um ponto essencial. Mas, se você quer comprar algum bem de valor ou manter uma quantia como reserva de emergência, é melhor que esse dinheiro esteja disponível em curto prazo, certo?

Para cada objetivo, há uma configuração de CDB.

Na Neon, você pode escolher entre Objetivo e Livre, duas maneiras diferentes de investir e juntar dinheiro!

No Objetivo, você programa parcelas diárias ou mensais e vai juntando até alcançar o valor que quiser. No Livre, você escolhe quanto investir e pronto, já está rendendo. Aí, é só colocar mais dinheiro sempre que quiser.

Você pode, inclusive, deixar todo o seu dinheiro no investimento e resgatar só o valor que precisar quando for pagar alguma coisa. Afinal, você pode resgatar a qualquer hora na Neon, e usufruir do dinheiro instantaneamente! Só não esqueça de não resgatar antes de 30 dias, para evitar o pagamento do IOF.

Os investimentos da Neon rendem mais que a poupança e o rendimento aumenta de acordo com o tempo que você deixa o dinheiro investido.

Investir é uma forma real de garantir sua tranquilidade e um pouco mais de segurança financeira. Comece a se organizar agora mesmo, e faça seu primeiro investimento!

Pode ser de dez ou quinze reais, baratinho. Só pra começar, e você pegar gosto por ver o seu dinheiro rendendo todo mês.

Não deixe pra depois, comece a investir !

Quer conhecer outros tipos de investimento? Leia também: 7 melhores investimentos para 2019

Comentários