Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Cartão clonado: o que fazer e como evitar cair nesse golpe

Ana Gabriela Graças

Atualizado em 15 de abril de 2021

Recebeu uma notificação de uma compra que você não fez? Infelizmente, é muito provável que o seu cartão tenha sido clonado e esse é um golpe mais comum do que você imagina, por isso estamos aqui para ajudar.

Segundo uma pesquisa feita pelo “dfndr lab”, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, um em cada seis brasileiros já teve o cartão clonado. Além disso, 73% dos entrevistados afirmam que têm medo de fazer compras online por conta de golpes.

Porém, tomando os devidos cuidados e agindo com atenção, é possível se prevenir desse problema, seja em compras físicas ou virtuais.

Vem com a gente!

Clonagem de cartão de crédito: como acontece

O golpe do cartão clonado ocorre quando o criminoso consegue ter acesso às informações do seu cartão, como nome, número, dada de vencimento e código de segurança.

Com esses dados em mãos, é possível clonar o cartão e fazer transações online, por exemplo.

Principais formas de um cartão ser clonado

Fisicamente, a clonagem de cartão era muito comum quando os chips ainda não existiam, mas sim apenas a tarja magnética, que era a faixa preta que ficava atrás dos cartões.

Quando o cliente passava o cartão para finalizar uma compra ou fazer saques em caixas eletrônicos, os dados eram clonados por meio da tarja.

Hoje, os chips são uma barreira a mais para evitar que os dados sejam roubados dessa forma, mas os golpistas encontraram outras maneiras para conseguir as informações dos cartões das vítimas. Um dos exemplos é o phishing.

Por meio desse golpe, os criminosos tentam “fisgar” vítimas para roubar suas informações usando “iscas” falsas que normalmente são promoções muito tentadoras.

Tais promoções levam para links de páginas que têm o propósito de capturar os dados dos clientes, principalmente os do cartão.

Além disso, há também outras formas de o cartão ser clonado, como o compartilhamento de informações em redes sociais e aplicativos de mensagens.

É muito perigoso enviar os dados do seu cartão, principalmente as fotos da frente e do verso dele.

Por mais que você confie em quem está do outro lado, hackers podem acessar o celular e obter essas fotos, então evite fazer isso.

O cadastro do cartão em aplicativos do celular também é uma forma de capturar os dados das vítimas, principalmente caso o app não seja verdadeiro.

Isso pode acontecer, por exemplo, com alguns jogos para celular cridos apenas com essa finalidade.

Em compras presenciais, o golpista pode “se enganar” na hora de inserir as informações da sua compra na maquininha do cartão e, caso você esteja desatento, irá digitar a sua senha no lugar do valor.

Então, a pessoa pegará a máquina de volta com sua senha exposta e, enquanto isso, o cartão pode ser clonado. Pronto, ela terá em mãos todos os dados que precisa.

Há também a possibilidade de fotografarem seu cartão sem que você perceba enquanto você está distraído mexendo no celular. Com a foto da frente e do verso do cartão, o criminoso consegue fazer uma compra online sem dificuldade.

O que fazer quando o seu cartão é clonado

Ao receber a notificação de uma compra indevida ou encontrar no seu extrato bancário ou fatura uma movimentação que você não reconhece, o mais importante é manter a calma.

O problema é solucionável, então se você não sabe o que fazer em caso de clonagem de cartão de crédito, basta seguir alguns passos:

  • Bloqueie ou cancele imediatamente o seu cartão, pois isso evitará que mais compras sejam feitas com ele
  • Depois, faça um levantamento de quais são exatamente as transações que não foram feitas por você. Caso você reconheça o estabelecimento, o ideal é primeiro tentar a contestação com a loja. Se houver uma negativa, o próximo passo é acionar o banco
  • Entre em contato com o seu banco para informar que o cartão foi clonado e sinalizar quais foram as compras feitas indevidamente
  • A instituição iniciará o processo de contestação para devolver o dinheiro e enviar um novo cartão para você

 

Caso queira, especialmente no caso de compras feitas fisicamente, você também pode fazer um boletim de ocorrência (BO) informando que o seu cartão foi clonado, pois isso te dará mais respaldo para estornar as compras.

Algumas cidades permitem que o BO seja feito online, então rapidamente você consegue obter esse documento para ficar ainda mais protegido.

Como evitar que o cartão seja clonado

É possível se proteger do golpe do cartão clonado tomando alguns cuidados básicos no seu dia a dia.

O primeiro deles é usar um cartão virtual para fazer compras online tanto em sites quanto em aplicativos. Ele é como um “espelho” do cartão físico, mas tem numeração e data de validade diferentes.

Dessa forma, os seus dados ficam protegidos e você evita a dor de cabeça de sofrer com a clonagem de cartão.

Você sabia que, ao abrir uma conta Neon, automaticamente um cartão virtual é gerado? Confira aqui um artigo com todas as informações sobre o cartão virtual Neon.

Outra dica é redobrar a atenção com links recebidos por e-mail e SMS. Por mais incrível que a promoção pareça, não cai na tentação de clicar em algo que você desconhece. Sempre prefira buscar pela loja na internet e procurar as ofertas direto no site da empresa.

Caso você vá fazer uma compra pela primeira vez em um site ou aplicativo que não conhece, faça uma pesquisa prévia sobre a reputação da marca em sites como o Reclame Aqui.

Além disso, também ajuda ter um antivírus no computador e no celular para que você seja notificado caso alguma atividade suspeita aconteça, seja o recebimento de um link falso ou uma tentativa de invasão do dispositivo.

Atenção com links para não ter o cartão clonado

 

Mais um ponto de atenção é nunca compartilhar as informações do seu cartão por mensagem ou telefone, mesmo que você conheça quem está do outro lado. Esses dados são extremamente sensíveis e não é seguro enviá-los para ninguém.

Nas compras presenciais, é importante nunca tirar os olhos de onde o seu cartão está para evitar que ele seja fotografado.

Além disso, antes de inserir sua senha, cheque o que está aparecendo no visor para não correr o risco de você expor essa informação.

Por fim, consulte o seu extrato bancário e a fatura do seu cartão de crédito periodicamente.

Dessa forma, caso uma compra indevida aconteça, você poderá identificar rapidamente que seu cartão foi clonado e poderá tomar todas as providências.

 

O que achou das informações sobre o que fazer quando o cartão é clonado e das dicas para se proteger? Caso precise de qualquer ajuda, não hesite em falar com os nossos Geeks do atendimento!

ilustração neon mulher cuidando do dinheiro com app

Cuide bem do seu dinheiro. Experimente o app Neon!

download app neon android
download app neon ios

Comentários