Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

O que é escalabilidade e 7 passos para aplicar no seu negócio

Time Neon

Você sabe o que é escalabilidade e por que esse conceito é importante no mundo dos negócios?

Com a ascensão das startups, só se fala em negócios escaláveis e disruptivos, que usam a inovação como principal combustível de crescimento.

No caso, escalar uma empresa significa evoluir o negócio de forma exponencial, sem aumentar os custos na mesma proporção.

Neste artigo, você vai entender o que é escalabilidade e como aplicar esse conceito na sua empresa. Leia até o fim e não tenha mais limites para crescer!

O que é escalabilidade?

Há uma forma simples de definir o que é escalabilidade no contexto corporativo: a capacidade que uma empresa tem de crescer e absorver o aumento da demanda mantendo a qualidade e custos reduzidos.

Em uma definição mais geral, é uma “característica desejável em todo o sistema, rede ou processo, que indica a capacidade de manipular uma porção crescente de trabalho de forma uniforme, ou estar preparado para crescer”.

O conceito vem da produção em escala, que significa aumentar as atividades sem que isso impacte nos custos - ou seja, lucrar mais sem precisar investir proporcionalmente.

Logo, dizemos que um negócio é escalável quando consegue multiplicar seus produtos, serviços e base de clientes mantendo a estrutura inicial de custos. Para isso, a empresa precisa de um modelo de negócio que possa ser facilmente replicado e que permaneça viável mesmo com o crescimento da demanda.

Assim, o negócio funciona perfeitamente à medida que se desenvolve, com amplo potencial de expansão.

Um exemplo clássico são os softwares e aplicativos, que podem ser desenvolvidos a um custo baixo e alcançar milhares de usuários sem alterar seu modelo inicial.

Na economia colaborativa, temos muitos casos de empresas escaláveis, como as gigantes Uber e Airbnb, que dominam mercados imensos com um simples aplicativo - e zero custo com compra de carros e hotéis.

Nas lojas físicas, a franquia é uma forma de ganhar escala, já que o empreendedor passa a vender seu modelo de negócio ao invés de investir mais no próprio comércio.

Por que é importante saber o que é escalabilidade?

Entender o que é escalabilidade significa ter um indicador fundamental do potencial de crescimento de uma empresa, pois mostra se o negócio será capaz de gerar lucros o suficiente para cobrir os investimentos e ir além.

Por essa razão, também é um dos principais critérios usados por investidores para alocar seu capital. No universo das startups, quanto mais escalável é o negócio, maior a chance de receber aportes de investidores-anjo e fundos de venture capital.

Aliás, essas empresas inovadoras já nascem com modelos de negócio escaláveis e repetíveis, já que o intuito é crescer rapidamente e enfrentar as incertezas do mercado.

Além disso, a escalabilidade é um vetor de inovação e flexibilidade, e por isso está presente nas organizações mais disruptivas da era digital.

6 características de um negócio escalável

Já sabemos o que é escalabilidade, mas o que faz uma empresa ter essa característica?

Confira o que torna um negócio escalável.

1. Modelo de negócio repetível

A primeira característica que representa a escalabilidade é a capacidade de expandir os negócios sem mudar seu modelo central. Isso significa que os processos são repetíveis, ou seja, podem se replicados sucessivamente sem perder qualidade ou afetar os resultados do produto ou serviço.

Dessa forma, as empresas escaláveis conseguem entregar a mesma solução repetidamente, em escala ilimitada.

2. Processo de produção ensinável

As empresas escaláveis também garantem que seus processos possam ser facilmente ensinados a qualquer colaborador, equipe ou empresa terceirizada.

É claro que, para isso, é preciso ter uma estrutura muito bem organizada e logística inteligente, que permite a expansão do negócio. Assim, um processo ensinável é aquele que pode ser transmitido sem complicações e torna a empresa mais flexível.

3. Alta demanda no mercado

Além de ter toda a estrutura preparada para crescer, a empresa depende da alta demanda no mercado para alcançar sua escalabilidade.

Afinal, um negócio só se expande quando há uma grande procura, e não é qualquer produto ou serviço que consegue esse efeito.

Por isso, o negócio escalável é baseado em uma solução que resolve o problema dos consumidores de forma inédita, preenchendo uma lacuna do mercado e conquistando milhares de clientes.

4. Alto valor agregado

Para alcançar a escalabilidade, também é preciso ter um produto ou serviço de valor único. Essa solução deverá entregar valor superior ao da concorrência e encontrar um posicionamento exclusivo no mercado.

Para chegar lá, a empresa precisa se especializar em uma atividade específica e suprir certas necessidades pendentes dos consumidores.

5. Padronização da solução

Quanto mais personalizado é um produto ou serviço, mais difícil fica sua expansão e reprodução em grande escala.

Por isso, se você quer construir um negócio escalável, precisa padronizar sua solução e ter um rigoroso controle de qualidade para entregar sempre o mesmo produto ou serviço. É o caso das empresas de streaming como Netflix e Spotify, por exemplo, que oferecem o mesmo serviço para todos os clientes.

6. Automação de processos

A escalabilidade está diretamente ligada à tecnologia, pois é preciso automatizar processos para acelerar as entregas sem aumentar os investimentos.

A lógica é simples: ao automatizar tarefas e funções, a empresa ganha eficiência, velocidade e precisão, eliminando o erro humano e garantindo a padronização de seus produtos ou serviços.

Assim, é possível fazer mais com menos e expandir o modelo de negócio sem inflar os custos.

Como alcançar a escalabilidade na sua empresa: 7 passos essenciais

Agora que ficou claro o que é escalabilidade, está na hora de aplicar o conceito ao seu negócio.

Acompanhe as dicas para seguir o caminho do crescimento exponencial.

1. Tenha um plano de negócio ambicioso

O primeiro passo para alcançar a escalabilidade no seu negócio é planejar sua trajetória e ter objetivos ambiciosos.

Se você tiver um plano de negócios como qualquer outro, seu crescimento será linear e demandará investimentos na mesma proporção do aumento de receitas - o que está longe de ser escalável. Por isso, é preciso ter um plano com metas claras, que multipliquem seus resultados sem alterar a estrutura de custos.

Se você está fundando uma startup, por exemplo, deve ter um planejamento claro com cada etapa e salto de crescimento necessário para atingir a fase de “scale-up”.

De acordo com a Associação Brasileira de Startups (ABStartups), isso acontece quando a empresa cresce acima dos 20% durante três anos consecutivos (em receita, colaboradores e clientes).

2. Construa uma estrutura escalável

Já vimos algumas características essenciais das empresas escaláveis: modelo de negócio repetível, processos ensináveis e soluções padronizadas de alto valor.

Logo, você deve construir essa base desde o início do negócio, e a melhor forma de fazer isso é manter uma equipe enxuta, simplificar processos e pensar no amanhã.

Da produção ao marketing, todas as operações da empresa devem ser pensadas para uma futura expansão.

3. Invista em pessoas

Todas as empresas famosas pela escalabilidade priorizam o investimento em pessoas.

Pense em organizações como Google, Apple e Amazon, que focam na atração e retenção dos melhores talentos do mercado e não medem esforços para manter seus altos níveis de engajamento.

Essa estratégia é fundamental para escalar um negócio, pois são talentos leais e competentes que mantêm as bases sólidas da empresa e promovem sua visão entre os novos colaboradores.

4. Tenha uma oferta única

Ter uma solução exclusiva e destacada da concorrência também é um pilar essencial da escalabilidade. Por isso, você deve levar a sério a pesquisa de mercado e identificar uma oportunidade única de criar valor para seu público-alvo.

Se conseguir um efeito disruptivo no mercado, as chances de escalar sua empresa são ainda maiores.

5. Seja obcecado pelo cliente

O foco no cliente é outro pilar das empresas escaláveis, pois, no fim das contas, os consumidores serão os responsáveis pelo seu crescimento exponencial.

Por isso, você deve se focar na construção de uma experiência memorável, desde o primeiro contato com a empresa até o pós-venda.

6. Garanta as tecnologias certas

É impossível escalar uma empresa sem as tecnologias certas, pois você precisa automatizar processos e usar softwares flexíveis que se adaptam conforme o negócio cresce.

Desde o início, é importante organizar os processos do negócio em um ERP e contar com um bom CRM, por exemplo.

Com o passar do tempo, vale adotar ferramentas mais sofisticadas de Business Intelligence para melhorar as análises preditivas e acompanhar de perto cada métrica do negócio.

7. Cresça a partir dos dados

Por fim, o segredo para escalar uma empresa é tomar decisões com base em dados reais (gestão data-driven).

Com ferramentas de análise de dados, você terá informações valiosas sobre cada etapa da jornada do cliente, resultados financeiros, performance de vendas e marketing, entre outros KPIs (indicadores-chave de desempenho) que vão mostrar o caminho do crescimento.

Por isso é tão importante digitalizar seus processos e acompanhar cada número, estatística e tendência da empresa.

Inclusive, se precisar de uma conta digital para monitorar seu fluxo de caixa e tomar decisões melhores sobre as finanças, conte com a Neon Pejota.

Entendeu o que é escalabilidade e como implementar no seu negócio?

Deixe seu comentário contando como pretende colocar essa ideia em prática!

Leia mais:

+ Como abordar um cliente na primeira visita: 9 dicas

+ Como lidar com clientes inadimplentes em 7 passos

+ Como ser um bom negociador: 6 passos para sair ganhando

Comentários