Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Como calcular margem de lucro e garantir retorno do negócio

Time Neon

Você sabe como calcular margem de lucro para garantir a saúde financeira do seu negócio? Um dos maiores erros dos empreendedores é olhar apenas para o faturamento e não levar em conta os custos, despesas e receita líquida das vendas.

Ao avaliar seu potencial de geração de lucros, você consegue analisar melhor sua performance e entender se a empresa está dando o retorno esperado pelo capital investido.

Para isso, você precisa aprender como calcular margem de lucro bruta e líquida - e por que esse indicador é importante.

Siga a leitura e mantenha o controle das finanças.

Como calcular margem de lucro é decisivo para empreender

Saber como calcular margem de lucro é um dos primeiros requisitos para quem se aventura no empreendedorismo.

Isso porque esse indicador forma as bases para o sucesso de um negócio, que é definido pela sua capacidade de gerar lucros e criar valor para sócios, investidores, clientes, colaboradores e demais públicos interessados.

Para começar, lucro é a recompensa que você recebe por investir na empresa, representada pela diferença entre o faturamento obtido com as vendas e os custos totais da atividade. Ou seja: é o dinheiro que sobra após a dedução de custos e despesas da empresa, que irá remunerar o capital investido.

Já a margem de lucro é uma porcentagem que determina o quanto você pretende lucrar em cima de cada produto ou serviço e a lucratividade geral do negócio.

Então, não basta olhar apenas para o lucro em reais no fim do mês: é preciso ter um parâmetro de comparação mais confiável para definir o desempenho da empresa. E aí que entra a margem de lucro, como um dos principais KPIs financeiros dos negócios.

Como calcular margem de lucro bruta e líquida

Para entender como calcular margem de lucro, primeiro é preciso diferenciar os dois tipos existentes: bruta e líquida.

A margem de lucro bruta representa o que o negócio ganha com os produtos vendidos, sem considerar as despesas gerais da empresa (somente os custos de produção e operacionais).

Já a margem de lucro líquida considera também as despesas que não estão necessariamente ligadas à produção e venda, como gastos com aluguel, salários e serviços mensais, por exemplo.

Assim, temos os seguintes cálculos:

Cálculo da margem de lucro bruta

Para calcular a margem de lucro bruta, basta aplicar a fórmula:

Margem bruta (%) = Receita líquida - Custos operacionais / Receitas líquidas x 100

Por exemplo, imagine que sua empresa revenda produtos eletrônicos e tenha comprado R$ 50 mil em mercadorias em um determinado mês, vendendo o lote por R$ 75 mil.

Nesse caso, vamos considerar como custo operacional o valor pago ao fornecedor e mais as entregas realizadas, somando R$ 55 mil.

Logo, temos:

(75.000,00 - 55.000,00) / 75.000,00 x 100 = 26,6%

Então, podemos dizer que a margem de lucro bruta no período em relação a esses produtos foi de 26,6%, ou cerca de R$ 0,26 para cada R$ 1,00 vendido.

Obviamente, o lucro bruto será maior, já que não estamos considerando todos os custos e despesas incluídos na atividade da empresa.

Por isso, essa margem é usada apenas para verificar qual o lucro sobre a produção ou venda de um determinado produto ou serviço isoladamente.

Cálculo da margem de lucro líquida

Agora vamos ver como calcular margem de lucro líquida, a partir da seguinte fórmula:

Margem de lucro líquida (%) = Receita líquida - (custos + despesas) / Receita líquida x 100

Ao subtrair os custos e despesas da receita líquida do produto ou serviço, você terá o lucro líquido, que é o montante real ganho com as vendas.

Alguns exemplos de gastos que devem ser incluídos são custos com fornecedores e matéria-prima, logística, manutenção, aluguel do espaço, folha de pagamento, impostos, seguros, etc.

Então, supondo que você tenha gasto R$ 65 mil com um lote de fones de ouvido, vendido por R$ 100 mil e somado R$ 15 mil de custos e despesas, temos o cálculo:

R$ 100.000,00 - (R$ 65.000,00 + R$ 15.000,00) / R$ 100.000,00 x 100 = 20%

Nesse caso, a margem de lucro líquida é de 20%, ou R$ 0,20 a cada R$ 1,00 vendido em fones de ouvido.

Esse é o indicador mais usado para representar a margem de lucro, pois já deduz todos os custos e despesas.

No exemplo, aplicamos o cálculo às vendas de um produto específico, mas você pode usar a mesma fórmula para calcular a margem de lucro geral do negócio.

Como calcular margem de lucro ideal para um negócio

Depois de aprender como calcular margem de lucro, vem a dúvida: como definir a porcentagem ideal para seu negócio?

Naturalmente, todo empreendedor quer trabalhar com a maior margem de lucro possível para ganhar mais dinheiro. Mas existem inúmeros fatores que definem o quanto você pode lucrar, além das suas próprias expectativas de retorno sobre o capital investido.

Logo, você deve levar em conta os seguintes aspectos:

Margem de lucro de referência do setor

A referência de como calcular margem de lucro muda de acordo com o setor econômico, pois os ganhos esperados dependem da atividade da empresa.

Por exemplo, de acordo com dados do Sebrae SC, publicados em 2019, estas são algumas margens de lucro médias que podem ser usadas como referências nos principais setores:

  • Indústria: entre 6% e 8%
  • Atacadista: entre 4% e 6%
  • Lojas e comércio em geral: 10% a 15%
  • Prestadores de serviços: a partir de 20%.

Mas esses valores servem apenas como base, pois as porcentagens podem variar muito conforme a área de atuação, tipo de produto ou serviço e estrutura operacional da empresa.

Margem de lucro dos concorrentes

Outro fator-chave do cálculo da margem de lucro ideal é a comparação com a concorrência, especialmente empresas que atuam no mesmo segmento e atendem o mesmo público.

Afinal, espera-se que o seu concorrente direto tenha uma estrutura semelhante, e seus preços e margem de lucro influenciam a média do mercado e a percepção dos consumidores.

Por isso, é importante comparar sua margem de lucro com a dos competidores para verificar se o valor é coerente com a realidade do segmento.

Tipo de produtos e serviços

O tipo de produto ou serviço também influencia diretamente o cálculo da margem de lucro.

Em uma mesma empresa, diferentes produtos e serviços podem ter margens únicas, e uma participação maior ou menor em relação aos custos da empresa - a chamada margem de contribuição.

Por isso, muitos empreendedores usam uma técnica chamada markup para formar seus preços de venda, que consiste em um índice multiplicador aplicado sobre o custo de produtos e serviços.

Com isso, é possível cobrir todos os custos, despesas e impostos e distribuir corretamente os gastos da empresa em seus preços.

Percepção de valor do consumidor

A percepção de valor do consumidor também tem influência sobre a margem de lucro, pois determina o quanto o cliente está disposto a pagar pelo produto ou serviço.

Se você tiver uma solução de alto valor agregado, como um produto de luxo ou relacionado a um status social específico, poderá praticar preços mais altos e ter uma margem de lucro superior.

Isso porque, mesmo que os custos não sejam tão altos, o consumidor perceberá o item como valioso e aumentará sua tolerância em relação ao preço.

Eficiência operacional

Por fim, a eficiência operacional representa o desempenho da empresa e sua capacidade de fazer mais com menos.

Obviamente, quanto menores forem os custos de produção e despesas fixas do negócio, maior será o lucro obtido com a venda de produtos ou prestação de serviços.

Por isso, empresas que se dedicam a criar processos inteligentes, automatizar funções e reduzir custos de modo geral podem aumentar sua margem de lucro.

Acompanhe sua margem de lucro de perto

Agora que você sabe como calcular margem de lucro, é importante acompanhar de perto esse indicador para avaliar a performance do seu negócio.

O ideal é usar a margem de lucro não apenas para calcular seu retorno mensal, mas também como fator-chave da formação de preços.

Assim, você estabelece os ganhos esperados desde a precificação dos produtos e serviços, garantindo o retorno necessário para cobrir seus custos e remunerar os sócios e acionistas.

Em alguns casos, o indicador também mostra se é preciso reduzir seus custos e despesas, sempre com o objetivo de ampliar os ganhos e manter a qualidade.

 

Para não perder seus lucros de vista, conte com a Neon Pejota para monitorar seu fluxo de caixa diariamente, direto no aplicativo.

Lembrando que nossa conta digital jurídica não tem anuidade ou mensalidade, permite fazer transferências e emitir boletos, e ainda tem cartão de débito exclusivo.

Entendeu como calcular margem de lucro e garantir a saúde do seu negócio?

Agora é só aplicar as fórmulas e conferir se a sua empresa está mesmo no azul 💙

Leia mais:

+ O que é escalabilidade e 7 passos para aplicar no seu negócio

+ Como manter o foco no trabalho: 5 passos e 1 método

+ Clube das 5 da manhã: por que vale a pena acordar cedo

Comentários