Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Black Friday: 7 dicas para qualquer empresa bater recorde de vendas

Time Neon

Pronto para aproveitar a Black Friday e bater seu recorde de vendas?

Desde o início de novembro, consumidores e empresas já estão ansiosos pela segunda data mais importante do comércio — atrás somente do Natal, que vem logo em seguida.

A chamada sexta-feira de descontos é marcada por promoções imperdíveis, ofertas agressivas e fenômenos de vendas que movimentam todo o país.

E a boa notícia é que empresas de todos os portes podem participar, desde os MEIs até as grandes corporações.

Para ajudar você na missão Black Friday, reunimos algumas dicas essenciais para planejar suas promoções e disparar suas vendas.

Continue lendo e prepare-se para faturar alto.

Quando começam as promoções da Black Friday?

A Black Friday já se consolidou como a data mais esperada do ano para o comércio, com suas promoções incomparáveis e recordes de vendas.

Este ano, a data de descontos está marcada para 29 de novembro, seguindo a tradição das sextas-feiras logo após o feriado norte-americano de Ação de Graças.

Desde 2010, o Brasil realiza anualmente sua Black Friday, que começou com foco no e-commerce e hoje ganha força também entre as lojas físicas.

A expectativa é de que as vendas aumentem 21% em relação a 2018, segundo o site idealizado pelo Busca Descontos (a empresa que trouxe a data ao país).

Já a previsão da Ebit/Nielsen, publicada no Estadão, é um pouco mais modesta: espera-se um faturamento 18% maior do que os R$ 3,9 bilhões do ano passado.

Um outro levantamento, realizado pelo Reclame Aqui e publicado no TechTudo, mostra que 70,7% dos consumidores pretendem comprar na Black Friday 2019.

E eles também estão mais cuidadosos: 64,6% estão pesquisando os preços atuais nas lojas para comparar com os descontos oferecidos e evitar fraudes.

Isso porque os consumidores já tiveram problemas com maquiagem de preços e falsos descontos em edições anteriores, e hoje estão mais atentos às práticas das empresas.

A Black Friday omnichannel

Um dos diferencias da Black Friday 2019 é o novo comportamento omnichannel (multicanal) do consumidor, que espera ter canais online e offline integrados para facilitar suas compras.

De acordo com uma pesquisa feita pelo Google em parceria com a consultoria Provokers, publicada no G1, é a primeira vez que o brasileiro deverá comprar tanto em lojas físicas quanto na internet.

A intenção de compra em lojas online caiu de 52% em 2018 para 38% em 2019, enquanto o percentual de compradores das lojas físicas passou de 41% para 37%.

Ao mesmo tempo, os consumidores que pretendem comprar em ambos os canais saltaram de 7% para 25%.

Um dos fatores que explica essa mudança é o aumento do interesse na opção “comprar na internet e retirar na loja”, além da popularização das buscas online antes de adquirir algo nas lojas físicas.

Então, se quiser aproveitar ao máximo a Black Friday, é bom estar preparado para oferecer uma experiência omnichannel.

7 dicas para disparar suas vendas na Black Friday

Empresas de todos os portes e segmentos podem aproveitar a Black Friday para disparar suas vendas — e não apenas os varejistas tradicionais.

Confira nossas dicas para impulsionar seu negócio na data.

1. Entenda o que seu cliente quer

O ponto de partida para participar da Black Friday é entender o perfil dos seus clientes e o que eles esperam da data.

Comece analisando o histórico de compras dos clientes e separando seus leads mais promissores para criar ofertas personalizadas.

Também é importante investigar quais produtos ou serviços despertam mais interesse para cada público, e como esses consumidores preferem comprar (pelo site, na loja ou em ambos os canais, por exemplo).

2. Planeje as promoções e descontos

Na hora de planejar suas promoções, você deve levar em conta as preferências do consumidor e suas condições para oferecer vantagens.

Primeiro, considere os produtos ou serviços com maior procura nessa época ou em determinados grupos de clientes, e crie ofertas específicas para os “carros-chefe”.

Depois, verifique se você tem estoque parado ou produtos de baixo giro que poderiam ser ofertados com descontos, ou mesmo combinados a outros itens em kits promocionais.

Lembre-se também de criar ofertas exclusivas para seus clientes fiéis, que merecem uma atenção especial nessa data.

Uma dica: você não precisa baixar todos os preços na Black Friday, pois o importante é se focar nos produtos com maior potencial de venda.

3. Use a criatividade nas ofertas

Mesmo que você não tenha condições de oferecer descontos agressivos, isso não é motivo para ficar de fora da Black Friday.

Você pode, por exemplo, oferecer um brinde especial, um desconto progressivo para vários produtos, uma amostra grátis ou pontos extras em um programa de fidelidade.

A ideia é aproveitar a data para oferecer uma boa vantagem ao seu consumidor e promover seu negócio, seja qual for o caminho escolhido.

4. Prepare-se para a demanda

Um ponto muito importante na Black Friday é se preparar para o aumento repentino da demanda, para garantir a qualidade da experiência de compra.

Para isso, você precisa:

  • Fazer uma previsão de demanda, de acordo com o histórico de vendas
  • Providenciar o estoque necessário para garantir a disponibilidade
  • Reforçar as operações logísticas para ampliar as entregas, se for o caso
  • Investir na infraestrutura para suportar o aumento da demanda (garantir a estabilidade do site, por exemplo)
  • Treinar o pessoal (ou contratar um freelancer como reforço, por exemplo) para lidar com o aumento nos pedidos.

Assim, você evita problemas como quedas no site por conta do grande volume de acessos e atrasos nas entregas, que prejudicam sua reputação na Black Friday.

5. Invista na divulgação

A Black Friday é o momento de investir na divulgação, pois os consumidores recebem uma enxurrada de e-mails marketing e anúncios com ofertas — e você precisa disputar a atenção deles.

Se você é um pequeno empreendedor e não pode competir com anúncios caríssimos em mídias de massa, experimente usar as redes sociais e o marketing digital para divulgar suas promoções.

Com as ferramentas de impulsionamento do Facebook e Instagram, por exemplo, você pode segmentar o público e atingir somente os clientes que interessam, mesmo com uma verba limitada.

6. Reforce o atendimento e pós-venda

O atendimento e pós-venda também precisam ser reforçados durante a Black Friday, para lidar com o alto volume de trocas, devoluções e chamados.

Vale lembrar que a exposição da empresa é muito maior nesse período, e você precisa mostrar que se preocupa com a experiência do cliente.

Afinal, você não quer que os consumidores acabem insatisfeitos e publiquem reclamações sobre a sua empresa, certo?

7. Fique de olho nas finanças

Por fim, é importante se preparar financeiramente para a Black Friday, mantendo o equilíbrio das contas para aproveitar a data.

Muitos empresários recorrem aos empréstimos para reforçar o estoque nesse período, quando percebem que a alta das vendas será suficiente para cobrir o valor e ainda lucrar.

Lembrando que o aumento dos pedidos também gera aumento nos custos variáveis, e você precisa fazer os cálculos para saber exatamente quanto lucrou.

Se você tiver uma conta Neon Pejota, vai ser muito mais fácil acompanhar todas essas transações e ficar de olho nas finanças da empresa durante a Black Friday.

Afinal, uma conta jurídica 100% digital e sem mensalidade é tudo o que o empreendedor precisa para gerenciar seu caixa a qualquer hora e lugar — e sem taxas abusivas ou burocracia dos bancos tradicionais.

Gostou das dicas para aproveitar a Black Friday?

Então, mãos à obra: comece agora a preparar seu negócio para bater um recorde de vendas!

Comentários