Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Empréstimo para autônomo: 6 dicas pra ver se é o melhor negócio

Está pensando em pedir empréstimo? Não faça isso sem antes ler nosso post! Vamos mostrar alguns pontos super importantes para você pensar antes de fazer isso.

Recentemente, o Brasil iniciou um cenário econômico muito favorável. Segundo um relatório produzido pelo Doing Business, o país foi o que mais avançou entre os nossos hermanos latino-americanos, saindo do 125º para o 109º lugar. Um dos aspectos considerados foi a facilidade de obter crédito, ao pedir empréstimo, por exemplo.

Mas espera aí! Empréstimo para autônomo é uma boa alternativa? Sim, pode ser! Se usado de forma inteligente e estratégica, pode contribuir para o crescimento do seu negócio.

Chega mais que a gente vai esclarecer esse assunto: como o empréstimo para autônomo pode ser usado de forma consciente e o que analisar antes de entrar nessa estratégia!

Fique por dentro das vantagens do empréstimo para o seu negócio!

É claro que pedir um empréstimo tem os seus riscos, e por isso é preciso analisar bem. Mas isso não tira o mérito que esse tipo de ação financeira tem que trazer benefícios ao negócio. Veja só!

Ajuda a melhorar o capital de giro

O capital de giro serve para manter as operações do negócio em funcionamento: comprar mercadorias, repor estoques, custear despesas administrativas etc.

Sem esses recursos, sua empresa simplesmente para. O empréstimo pode ser a ferramenta certa para garantir o equilíbrio das contas e manter seu poder acionário, o que não aconteceria caso tivesse que aceitar o financiamento de um investidor, por exemplo.

Solução de problemas a curto prazo

Os empréstimos se encaixam em  um tipo de ação financeira para curto prazo, ajudando a injetar recursos no negócio de modo rápido e com uma projeção mais curta e mais facilmente mensuráveis. É diferente, por exemplo, de um consórcio que tem um retorno financeiro ou patrimonial com base na sorte ou no fim do plano.

Abre caminhos para a expansão da empresa

A ampliação do negócio demanda investimentos inevitáveis em pesquisa, infraestrutura, tecnologias etc. Esse recurso pode ser facilmente obtido por meio de um empréstimo.

Mas como garantir o sucesso desse tipo de empreendimento? Se liga nas dicas!

Empréstimo para autônomo: 6 coisas pra se pensar antes de pedir 

Vou colocar aqui algumas questões que são necessárias para você pensar antes de entrar nessa investida.

1. Por que estou pedindo um empréstimo?

Essa questão é fundamental, porque vai te ajudar a analisar os reais motivos dessa estratégia e as condições financeiras que o seu negócio tem ao quitar a dívida.

Por exemplo, talvez você esteja procurando um empréstimo para autônomo porque quer investir no seu capital de giro. Mas antes é necessário avaliar alguns indicadores financeiros para confirmar se está tudo em ordem.

Se não avaliar bem isso, pode acontecer de a dívida virar uma bola de neve, ou seja, você não consegue custear nem as despesas atuais nem o parcelamento do empréstimo.

2. O que tem disponível no mercado?

Existem no mercado diversas fontes para a obtenção de crédito. Com pouca pesquisa, você já descobre que os prazos, as taxas e as condições de pagamento diferem bastante de instituição para instituição.

Por isso, minha dica aqui é simples e direta: compare! Faça simulações e busque alternativas mais vantajosas.

Lembre-se de que as condições serão melhores para você se o seu negócio estiver com as contas em dia, ok? Isso mostra para o credor que você tem condições de arcar com seu compromisso.

Uma das principais opções de empréstimo, que tem emergido no mercado financeiro atualmente, é o P2P lending ou peer-to-peer lending.

Essa nova modalidade de crédito funciona em uma plataforma que conecta pessoas (aplicando seus recursos como forma de investimento) a pessoas (à procura de um empréstimo). Por ser um negócio digital, que ocorre inteiramente pela internet, as taxas e os custos trabalhados são bem menores do que os apresentados pelas instituições e bancos convencionais.

Uma das fintechs que se destaca nesse novo modelo de negócios é a Nexoos, que traz novas oportunidades para investidores e empresas em busca de crédito.

3. Por quanto tempo vou pagar?

O prazo é uma questão importante, porque define o tempo pelo qual seu fluxo de caixa vai ficar comprometido e limita o retorno que sua estratégia financeira trará.

Por isso, não se esqueça de levar em conta algumas oscilações que o seu negócio poderá enfrentar, como a sazonalidade.

4. Qual o valor total de um empréstimo para autônomo?

Ao pensar na viabilidade de pedir empréstimo, calcule o custo efetivo total (CET), ou seja, o valor que toda a operação vai custar ao seu negócio. Ele leva em conta não só o montante solicitado, mas também os juros e quaisquer outras taxas exigidas pela instituição financeira.

Algumas dessas despesas incluem as taxas administrativas do contrato e do seguro. São custos que podem elevar bastante o valor final.

5. Quais são os documentos necessários ao pedir um empréstimo para autônomo?

Antes de pedir empréstimo, é importante reunir toda a documentação exigida pela instituição financeira. Entre eles:

  • CNPJ atualizado;

  • Contrato Social;

  • Alvará de funcionamento;

  • Balanço patrimonial;

  • Previsão de faturamento.

Dependendo da instituição ou do banco, pode ser necessário apresentar outros documentos e dados que atestem a saúde financeira do negócio. Então, informe-se. Fique atento, pois, irregularidades ou falta de registros podem fazer sua empresa perder uma oportunidade de crédito.

6. O credor é confiável?

Esse é um ponto importante que destaca-se aqui. A empresa credora precisa ter transparência na hora de oferecer uma proposta de empréstimo. Tenha certeza de todos os detalhes do contrato, como prazos, taxas e condições. Se a instituição pedir algum tipo de depósito antes de liberar o empréstimo, fique com o pé atrás — isso é golpe!

Pedir empréstimo pode ser uma alternativa estratégica para fortalecer seu capital de giro, investir no crescimento do seu negócio ou mesmo para resolver contratempos. Mas essa ação precisa ser bem planejada. E felizmente existem fintechs que facilitam esse processo e têm melhorado a vida financeira de muitas empresas, com menos burocracia, taxas mais baixas e mais transparência no processo.

Que tal então conhecer a Nexoos, uma fintech revolucionária que tem trazido o P2P lending ao alcance dos empreendedores brasileiros? Acesse já o portal da Nexoos!

Comentários