Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

O que você precisa saber sobre lockdown

Mariana Lima

Você já ouviu falar em lockdown? O modelo de isolamento rígido também conhecido como “tranca rua” ou “bloqueio total” pode ser confundido com uma cena de apocalipse dos cinemas, mas não é um bicho de 7 cabeças como parece ser. A estratégia foi adotada com sucesso em vários países para diminuir os impactos do novo coronavírus e aos poucos chega no Brasil.

Para fortalecer o isolamento social no Brasil, alguns estados já estão adotando o lockdown. Mas você sabe como ele funciona?

Para te ajudar a entender melhor sobre essa estratégia escrevemos nesse artigo sobre:

 

E aí, curioso pra conhecer um pouco mais sobre essa estratégia? Continue a leitura! ?

 

O que é lockdown

O nome é escrito em inglês e, na tradução livre, significa “confinamento”.

Governantes de várias regiões do mundo tem adotado essa estratégia para evitar ao máximo a aglomeração de pessoas e, assim, diminuir o nível de contaminação do novo coronavírus.

O método é indicado principalmente em regiões em que estão próximas ou já têm o sistema de saúde em colapso, ou seja, quando hospitais públicos e privados não têm mais vagas nem condições de atender novos pacientes porque estão sobrecarregados.

O lockdown é um método mais “radical” de contenção de pessoas em suas casas. Por isso, costuma ser uma das últimas estratégias adotadas pelos governantes para fazer com que a curva de contaminação da doença caia.

Normalmente, esse tipo de isolamento social mais rígido é colocado em prática depois que os governantes tentaram, sem sucesso, diminuir o contágio por meio de quarentena voluntária – onde empresas e pessoas se conscientizam e saem de casa o mínimo possível.

 

Qual é a diferença entre o lockdown e a quarentena?

Muito provavelmente o governador ou o prefeito do local que você mora já deve ter instaurado a “quarentena”. Mas o que é uma quarentena e qual é a diferença em relação ao lockdown?

Enquanto na quarentena o Governo conta com a conscientização das pessoas para que fiquem em casa, o lockdown é uma lei que controla temporariamente a circulação das pessoas.

Na prática, quando o Governo decreta quarentena, o comércio não essencial precisa fechar as portas e alguns estabelecimentos mudam a dinâmica para evitar aglomerações.

Em diferentes níveis, a quarentena pode apenas restringir o número de pessoas num ambiente ou, por exemplo, permitir que restaurantes só atendam por entregas, sem abrir o salão.

De acordo com os órgãos mundiais de saúde, para que o controle da doença seja efetivo, a quarentena precisa ser adotada por, pelo menos, 70% da população da região. Isso evitaria o colapso no sistema de saúde em várias cidades e estados.

Nessa mesma conta, os órgãos e especialistas defendem que os 30% que continuam circulando pela cidade sejam de serviços essenciais, como profissionais de saúde e de supermercados.

Quando a quarentena não é respeitada dentro dos limites necessários e o sistema de saúde da cidade fica próximo ao colapso, o Governo instaura o lockdown.

E o que muda durante o lockdown?

Durante o período de lockdown, algumas regras são mais rígidas e depende do que cada governante vai decidir, de acordo com as características da população da região e do grau de lotação dos hospitais.

Em grande parte dos locais que já instauraram o lockdown, os serviços essenciais continuaram funcionando, mas as pessoas tinham a circulação mais controlada, seja fechando fronteiras ou diminuindo o fluxo de transporte público e de ruas.

Na Itália (um país que foi o epicentro da pandemia), por exemplo, os habitantes poderiam sair de casa se precisassem ir até um dos serviços essenciais, como fazer compras no mercado.

Ao sair de casa, no entanto, os italianos precisavam imprimir uma notificação concedida no site do Governo, falando exatamente o tempo em que poderiam ficar fora de casa e para onde poderiam ir.

Durante o lockdown, a polícia militar é acionada para ajudar no controle populacional. Na Itália, por exemplo, cidadãos que eram encontrados nas ruas sem a notificação em mãos ou fora dos horários e locais permitidos pelo Governo, eram obrigados a pagar multas altíssimas.

O que continua funcionando?

As regras dependem do que será definido pelo governante de cada região. Mas, na prática, a situação muda pouco para quem já está em casa obedecendo a quarentena.

Longe de ser um cenário apocalíptico de algum filme, o lockdown permite que você saia de casa para fazer as atividades essenciais. Assim, os supermercados e farmácias continuam abertos, os passeios com os cachorros continuam permitidos e a entrega de alimentos também.

Nesse período o que normalmente acontece é o endurecimento na cobrança das regras estabelecidas. Por isso, pode ser que o Governo estipule uma quantidade exata de horas para fazer suas atividades fora de casa.

Lembrando que, as regras de lockdown mudam de região para região. Se na sua cidade ou estado foi instaurado o lockdown, confira no site do Governo quais foram as regras e punições estipuladas para esse período. Ok?

 

Onde já foi instaurado o lockdown?

Diferentes partes do mundo adotaram esse tipo de confinamento e tiveram sucesso ao sair mais rápido da crise causada pelo novo coronavírus.

Na China, por exemplo, algumas cidades ficaram em lockdown por 70 dias. Na Itália, o confinamento durou seis semanas. E na Inglaterra o isolamento rígido já completou 2 meses.

No Brasil, algumas cidades de diferentes estados tiveram o lockdown decretado. As cidades pertencem ao Pará, Pernambuco, Maranhão, Ceará, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

A expectativa é que mais cidades e regiões entrem nesse regime em breve. Mas agora que você já sabe como ele funciona, não precisa entrar em desespero e nem sair fazendo grandes compras no mercado, né?

Se a sua região entrar em lockdown, a nossa dica é: se você já está participando da quarentena, fique tranquilo. O seu cotidiano deve mudar pouco ou nada e você vai se adaptar facilmente às novas regras do lockdown.

Agora se você não está fazendo quarentena e pode ficar em casa, não se preocupe: a sociedade já está mudando e se adaptando para te ajudar nesse momento.

E se você não está fazendo quarentena porque não pode ficar em casa, verifique as regras do lockdown. O seu trabalho pode ter deixado a categoria de “essencial” e o seu patrão provavelmente vai suspender as atividades para evitar o pagamento de multas. Se for o caso, adote a quarentena o quanto antes.

E aí, ficou com alguma dúvida sobre como funciona o lockdown? Conta pra gente nos comentários!

Leia mais:

+ O que o Governo Federal está fazendo contra o coronavírus

+ Dicas de livros para você ler durante a quarentena

+ Como doar sangue durante a quarentena do coronavírus

Comentários