Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

O que é bancarização e como ela muda sua vida financeira para melhor

Time Neon

Bancarização é a ampliação do acesso aos serviços que os bancos e fintechs (startups de serviços financeiros) oferecem para os consumidores. Quanto mais pessoas têm contas bancárias (tradicionais ou digitais) em seu nome e usam recursos como crédito e poupança, maior é o nível de bancarização de um país.

E isso é bom para todo mundo: para você, que consegue cuidar melhor do seu dinheiro, e para o Brasil, que aquece sua economia e avança no desenvolvimento.

Ficou curioso para entender o que é bancarização? Leia até o fim e descubra os benefícios desse processo para o seu bolso.

O que é bancarização?

Definir o que é bancarização é fácil: um processo de inclusão da população no sistema bancário do país, garantindo o acesso a serviços financeiros.

De acordo com o relatório do II Fórum Nacional Banco Central sobre Inclusão Financeira, publicado em 2010, ser bancarizado significa “ter uma conta-corrente de qualquer modalidade, uma conta de aplicação (poupança) e algum tipo de empréstimo”.

Ou seja: a bancarização é definida pela posse de uma conta-corrente e pelo nível de acesso a diferentes serviços financeiros como poupança, crédito, pagamentos e investimentos.

Se você possui uma ou mais contas bancárias, tradicionais ou digitais, e movimentou qualquer uma delas nos últimos seis meses, você faz parte dos brasileiros bancarizados.

Do lado oposto, temos as pessoas desbancarizadas, que não têm conta em nenhum banco ou não movimentam suas contas há mais de seis meses.

Para o país, é interessante que o máximo de pessoas tenham acesso a serviços de instituições financeiras e consigam gerenciar seu dinheiro de forma mais eficiente - um claro sinal de desenvolvimento.

Por que a bancarização é importante

Você já sabe o que é bancarização, mas será que entende a importância desse processo para a economia e para o seu bolso?

Para começar, o acesso ao sistema bancário é fundamental para a inclusão financeira da população e desenvolvimento da economia do País.

Quanto maior o acesso aos serviços financeiros, melhor é a relação das pessoas com o dinheiro e sua capacidade de organizar a vida financeira.

Pense na facilidade de fazer pagamentos online, acompanhar seus ganhos e gastos no extrato bancário, contratar empréstimos pré-aprovados, simular financiamentos, fazer investimentos e outros recursos que ajudam - e muito - no planejamento financeiro e controle do orçamento.

Ter acesso a todos esses serviços é a base do que chamamos de cidadania financeira: os direitos e deveres que permitem ao cidadão gerenciar bem seus recursos financeiros.

Segundo o Relatório de Cidadania Financeira 2018 do Banco Central, é preciso ter quatro condições básicas para se tornar um cidadão financeiro:

  • Inclusão financeira: ter acesso a serviços financeiros adequados às suas necessidades;
  • Educação financeira: ter oportunidade de desenvolver habilidades e autoconfiança para gerenciar bem seu dinheiro;
  • Proteção ao consumidor de serviços financeiros: contar com um ambiente de negócios seguro, com informação simples e facilidade na solução de problemas;
  • Participação: ter canais para participar do debate sobre o funcionamento do sistema financeiro do País.

Assim, com uma população bancarizada e exercendo sua cidadania financeira, o País caminha para a prosperidade.

Bancarização no Brasil e no mundo

O Brasil é considerado um País com alto percentual de bancarização pelo Bacen, embora esteja longe da meta de incluir toda a população no sistema financeiro.

De acordo com o relatório já citado, 86,5% dos adultos do País mantêm algum relacionamento bancário (em 2017, eram 140 milhões de pessoas), mas esse número inclui também as contas sem movimentação há alguns meses.

Outro relatório, o Global Findex 2017, do Banco Mundial, afirma que a porcentagem oficial de bancarizados no Brasil é de 70% da população adulta (em 2014, eram 68%) - o que parece mais próximo da realidade.

No mundo todo, 69% dos adultos têm contas em instituições financeiras, mas esse número fica próximo dos 100% em países desenvolvidos como Estados Unidos, Reino Unido e Austrália.

A multidão de desbancarizados

Mas o que mais chama atenção no Brasil é o tamanho da população de desbancarizados: 45 milhões de pessoas (29% da população) não têm conta em banco ou não movimentam há mais de seis meses, segundo pesquisa do Instituto Locomotiva publicada em 2019 na Época Negócios.

Mesmo sem qualquer relação com os bancos, essas pessoas movimentam mais de R$ 800 bilhões por ano, e têm o seguinte perfil:

  • 86% estão concentrados nas classes C, D e E;
  • 45% recorrem a amigos e parentes para tomar empréstimos;
  • 69% compram fiado;
  • 51% usam cartão de crédito emprestado de outra pessoa;
  • 75% evitam ao máximo recorrer a bancos e 49% não confiam neles;
  • 29% preferem usam dinheiro em espécie;
  • A maioria trabalha no mercado informal ou como autônomo/empreendedor;
  • Muitos são ex-bancarizados que não tiveram boas experiências com os bancos.

Na opinião do presidente do Instituto Locomotiva, a pesquisa deixa claro que os bancos não estão conversando com uma parcela significativa da população.

Essas pessoas não têm acesso ao crédito, precisam juntar dinheiro para comprar o que precisam, guardam dinheiro “no colchão” e nem pensam em investimentos.

Com isso, a população perde e o País também, porque todo esse dinheiro fora do sistema dificulta o reaquecimento da economia e a saída da crise.

Como o auxílio emergencial acelerou a bancarização

Além de garantir o sustento da população mais vulnerável, o auxílio emergencial pago pelo governo durante a pandemia do coronavírus também acelerou a bancarização.

De acordo com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, 40% dos brasileiros que estão recebendo os R$ 600 não tinham nenhuma conta em banco antes da quarentena.

Em entrevista ao Estado de Minas de maio de 2020, ele conta que pelo menos 23 milhões de pessoas foram bancarizadas para receber o auxílio - a Caixa abre uma conta digital para todos os beneficiários.

Os números são inéditos no Brasil e devem crescer ainda mais com a continuação do programa, contribuindo para incluir uma parcela dos brasileiros que nunca teve acesso aos serviços bancários.

Além disso, a Caixa aposta que as pessoas de baixa renda vão passar a usar o aplicativo com mais frequência e cuidar melhor do seu dinheiro depois de descobrir o que é bancarização.

Outra mudança que deve impulsionar a bancarização - inclusive a multibancarização - é o open banking.

5 benefícios da bancarização para a sua vida financeira

Agora que você entendeu o que é bancarização, está na hora de conhecer os benefícios desse processo para a sua vida financeira.

Veja o que você ganha acessando o sistema financeiro.

1. Melhora no controle financeiro

A bancarização é um passo importante para melhorar o planejamento e o controle financeiro das pessoas e famílias.

A simples digitalização das informações já facilita o acompanhamento das entradas e saídas da conta-corrente.

Afinal, é muito mais fácil checar seu saldo direto no celular e organizar as contas online do que ficar contando dinheiro e anotar tudo em papel, concorda?

Hoje, já existem vários apps que ajudam a automatizar esse controle financeiro e contas, e também contas digitais como a Neon, que já vêm com saldo inteligente para gerenciar seus gastos em tempo real.

Ainda não é cliente Neon? Está esperando o quê? Abra a sua conta sem burocracia com a gente! 😉

ABRA A SUA CONTA NA NEON

2. Facilidade para pagar e receber

Ter acesso aos serviços financeiros também é essencial para simplificar os pagamentos e recebimentos do dia a dia.

Em poucos cliques no internet banking, você consegue pagar qualquer boleto e conta, além de enviar e receber dinheiro via DOC ou TED (transferências bancárias).

Na nossa conta digital, as transferências são gratuitas para qualquer banco e você ainda pode gerar boletos para fazer depósitos.

Quer saber quais outras formas de receber dinheiro na sua conta Neon? Confere nesse artigo!

3. Acesso ao crédito

O acesso ao crédito é um dos grandes benefícios da bancarização, que permite às pessoas realizar sonhos e atingir seus objetivos na vida.

Com uma conta bancária, você tem acesso a empréstimos pessoais pré-aprovados, linhas de crédito diferenciadas para empreendedores e financiamentos imobiliários e automotivos, por exemplo.

Para entender como usar esses recursos de forma consciente, dá uma olhada no nosso artigo sobre tipos de crédito.

4. Oportunidades de poupar e investir

O famoso hábito de guardar dinheiro no colchão é uma péssima ideia, porque faz você perder poder de compra e não é nada seguro.

O melhor lugar para poupar é uma conta-corrente ou poupança confiável, onde seu dinheiro vai render em vez de ficar parado e encurtar o caminho até seus objetivos.

Além da tradicional poupança, que não tem valido muito a pena, você tem mais opções de investimentos seguros como CDBs, Tesouro Direto, fundos de investimento e outros produtos de renda fixa que rendem mais e deixam seu dinheiro sempre disponível.

Melhor ainda se for uma conta digital com opções de investimento direto pelo app.

5. Apoio para empreender

Para os empreendedores, incluindo o MEI (microempreendedor individual), a bancarização é uma grande oportunidade de profissionalizar a gestão financeira e captar crédito para crescer.

Além de controlar melhor o fluxo de caixa da empresa com uma conta jurídica, o empreendedor pode emitir boletos de cobrança e acessar linhas de crédito exclusivas.

Assim, fica mais fácil investir no negócio e ter o apoio necessário para prosperar no mercado.

Bancarização sem burocracia é com a Neon

Felizmente, você pode se bancarizar sem virar refém da burocracia com a conta digital Neon.

Nossa conta 100% digital é perfeita para cuidar bem do seu dinheiro direto pelo app, com direito a cartão de crédito sem anuidade, mensalidade zero e serviços como pagamento de contas, transferências e saques gratuitos.

Você ainda pode fazer um empréstimo pessoal com taxas a partir de 2,65% ao mês para realizar seus sonhos e investir em um CDB que rende mais do que a poupança de forma livre ou programada.

Se você é empreendedor, ainda pode contar com a MEI Fácil para agilizar a gestão das finanças da empresa sem gastar com taxas.

Entendeu o que é bancarização e por que é importante fazer parte desse processo?

Deixe suas impressões sobre o tema nos comentários e compartilhe conosco quais são os recursos mais úteis de uma conta digital na sua vida 😉

Leia mais:

+ Segurança dos bancos digitais: dá pra confiar com a minha grana?

+ O que é PIX: tudo sobre o novo sistema de pagamento instantâneo

+ Saiba o que é open banking e como ele chegou para facilitar a sua vida

Comentários