Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

5 dicas para toda pessoa LGBTQIA+ se proteger financeiramente

Larissa Chinaglia

Como já vimos em outros artigos, o mercado de trabalho para quem é LGBTQIA+ não é fácil, e com a pandemia essa situação piorou bastante.

A maioria não está preparado financeiramente para imprevistos, mas queremos te ajudar nisso.

Ao longo desse texto, você vai ver dicas de como se proteger financeiramente:

A comunidade LGBTQIA+ passa por diversas dificuldades financeiras, e queremos que essas dicas te ajudem a estar mais protegido.

Vamos nos aprofundar em cada uma?

Tenha um planejamento financeiro pessoal

Tudo começa conhecendo sua rotina financeira! Ter um controle e um planejamento das suas finanças é um passo muito importante para se proteger de imprevistos.

Mas como fazer um planejamento financeiro pessoal? Muito simples! Você pode começar com uma planilha para anotar sua renda, todas as suas despesas e quanto de dinheiro está investido, por exemplo.

Aliás, já conhece nossa planilha de gastos mensais gratuita e pronta para ser usada? Confira aqui.

Se preferir, use um aplicativo de sua confiança ou até mesmo um caderno. Entenda qual método funciona melhor para você — ou seja, aquele que você se sente mais motivado a acompanhar diariamente.

Saber o quanto você ganha e o quanto você gasta é importante para acompanhar os tópicos abaixo. Além disso, essa análise das suas finanças vai te ajudar a entender se será necessário você readequar o seu padrão de vida.

Já faz esse controle hoje? Confira 6 sinais de que você está fazendo seu planejamento financeiro errado!

Construa sua reserva de emergência

Você sabia que o índice de desemprego atingiu 21,6% da comunidade LGBTQIA+ em abril de 2020, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)?

A reserva de emergência é indispensável para os LGBTQIA+. Ela é uma reserva de dinheiro que você guarda para se proteger de imprevistos financeiros, como o desemprego.

Explicamos no vídeo abaixo mais detalhes sobre o que é e como montar uma reserva de emergência: 

 

Você só deve usá-la se acontecer algo realmente fora do esperado e do qual você não tem dinheiro para isso, como uma emergência na estrutura da sua casa ou um desemprego.

Ou seja, compras por impulsos não devem, de maneira alguma, interferir na sua reserva. Combinado?

De modo geral, os especialistas em finanças recomendam que as pessoas guardem de seis a 12 meses do custo de vida mensal, dependendo da estabilidade profissional de cada um.

Se esse valor for de R$ 2 mil, por exemplo, a sua reserva de emergência deverá ter entre R$ 12 mil e R$ 24 mil. A princípio, esse valor alto pode assustar, mas não se preocupe, pois, você não precisa ter esse dinheiro do dia para noite.

Sabia que 40% das pessoas LGBT+ e 53% das pessoas trans não conseguem sobreviver sem renda por mais de 1 mês caso percam sua fonte financeira hoje, segundo a pesquisa da Vote LGBT? 

Sabemos que nem sempre os LGBTQIA+ conseguem ter uma boa estabilidade profissional, por isso é importante que você invista em guardar o máximo possível! 

Por isso, ainda que você tenha o valor necessário para um ano, se possível, continue poupando dinheiro para ela.

Como começar a construir sua reserva de emergência?

Se hoje está apertado sobrar R$100 reais no final do mês, comece apostando em um desafio. Já conhece o Desafio das 52 semanas? Com ele, você começa a juntar dinheiro a partir de R$1.

Além disso, invista seu dinheiro da reserva de emergência. Os investimentos de renda fixa, que são mais conservadores, com baixo risco e, principalmente, têm alta liquidez, são os mais indicados pela facilidade em ter acesso ao dinheiro quando for preciso.

baixar ebook reserva de emergência

Veja como e onde investir com pouco dinheiro!

Faça renda extra

Seja porque você está em um trabalho fixo e precisa ganhar mais ou, porque está sem emprego no momento, a renda extra é sempre uma boa alternativa.

Também segundo a pesquisa da Vote LGBT, 1 em cada 5 pessoas LGBT+ não possui nenhuma fonte de renda individual hoje, e para essa situação a dica é investir na renda extra.

A renda extra pode ter sua principal aliada na hora de se proteger financeiramente, isso porque ela te ajuda a pagar as contas e também a investir na sua reserva de emergência.

Algumas ideias:

E claro, você sempre pode vender e revender serviços e produtos para aumentar o lucro no final do mês.

O importante é você aprenda a desenvolver sua criatividade e descubra qual é a melhor forma para você ganhar dinheiro extra.

Aprenda a economizar (muito)

Seu clã agora será os famosos “mãos de vacas” — ou os capricornianos para quem adora um horóscopo do dinheiro.

10,62% dos LGBTQIA+ relataram a falta de dinheiro como maior impacto da pandemia, segundo a pesquisa realizada pela Vote LGBT.

Por isso é tão importante que você aprenda a economizar dinheiro! Além de gastar menos, você consegue garantir mais para seus futuros investimentos — como a reserva de emergência.

Você pode usar algumas técnicas para economizar dinheiro, como a técnica dos envelopes ou aprender a economizar com moedas.

Além disso, aqui no blog você encontra diversas dicas para economizar dinheiro em áreas diferentes da sua vida, como economizar em casa e como economizar na alimentação.

Veja todos os conteúdos sobre como economizar dinheiro aqui!

Invista na sua saúde mental

Segundo a pesquisa da Vote LGBT, os maiores impactos sentidos pela comunidade durante a pandemia foram: afastamento da rede de apoio, falta de fonte de renda e a piora na saúde mental.

Sabemos que não é fácil ser LGBTQIA+, ainda mais no Brasil, o país que mais mata transsexuais no mundo. Mas cuidar da sua mental é fundamental para garantir uma vida mais saudável, inclusive financeiramente.

Você sabia que a saúde mental influencia na nossa saúde financeira, e vice-versa?

Felizmente existem alternativas de terapia gratuita ou mais popular, e que pode ser a alternativa ideal para você!

Um exemplo é a Casa 1, um projeto que acolhe pessoas LGBTQIA+ que foram expulsas de suas casas. Através da são oferecidos plantões de escuta online e de graça para as pessoas da LGBTQIA+. 

Sabemos que nem todos os LGBTQIA+ tem as mesmas oportunidades, e para alguns é bem mais difícil se proteger financeiramente. Mas queremos ajudar ao máximo!

 

Esperamos que essas dicas funcionem como um guia para a transformação da sua vida financeira. E claro, conte com a gente para essa jornada.

Tem mais dicas? Compartilhe nos comentários. 🌈

ilustração neon mulher cuidando do dinheiro com app

Cuide bem do seu dinheiro. Experimente o app Neon!

download app neon android
download app neon ios

Comentários