Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Planejamento de metas: realizando planos de curto, médio e longo prazo

Time Neon

Você já tem um planejamento de metas ou nem sabe direito aonde quer chegar? É normal se sentir perdido às vezes, mas você precisa de um plano para se manter focado nos seus objetivos e seguir o caminho certo para garantir seu futuro.

Afinal, planejar-se é essencial, seja para viajar no próximo fim de semana, para conquistar o emprego dos seus sonhos ou para viver uma aposentadoria confortável.

Por isso, vamos ajudar você a fazer um planejamento de metas de curto, médio e longo prazo, de forma simples e prática. Continue lendo e aprenda a organizar sua vida financeira, pessoal e profissional.

O que é um planejamento de metas

Um planejamento de metas é uma ferramenta que te ajuda a organizar sua vida pessoal e profissional para chegar aonde você quer.

Ele pode ter a forma de um documento, um quadro, uma lista, uma planilha ou o que funcionar melhor para você - o importante é que seja um registro dos seus objetivos e ações planejadas para atingi-los.

Podemos pensar no planejamento como uma espécie de roteiro que guia nossas ações no caminho certo, mirando sempre nas metas que queremos alcançar na vida.

Essas metas podem ser conquistar um aumento de salário, alcançar um determinado cargo na carreira, comprar um imóvel, abrir um negócio, criar uma família, viajar pelo mundo, e qualquer outro plano de curto, médio ou longo prazo.

Com tantos sonhos e projetos, nem sempre conseguimos nos organizar e focar no que importa mantendo os planos apenas na cabeça, pois a tendência é que eles se percam entre os pensamentos do dia a dia.

Por isso, é essencial ter um planejamento de metas como base para tomar suas decisões e seguir na direção certa todos os dias.

Por que é importante ter um planejamento de metas

Se você já se sentiu “estagnado”, sem saber direito o que está buscando e com baixa produtividade, saiba que esses são sintomas da falta de planejamento de metas.

Esse tipo de plano serve como uma referência para manter você focado nos objetivos mais importantes, principalmente nos momentos de dúvida, desânimo ou indecisão.

Com um bom planejamento, você consegue:

  • Decidir o que realmente quer da vida
  • Definir prioridades e separar o que é importante das distrações
  • Manter sua motivação e foco durante a caminhada
  • Exercitar o autoconhecimento e a autoconfiança
  • Investir no seu desenvolvimento pessoal e profissional
  • Aumentar sua produtividade e resiliência

 

Tudo isso é possível quando se tem clareza das suas metas pessoais e começa a usar sua energia nas tarefas certas.

Assim, cada pequena vitória é um grande incentivo para seguir com seus planos e chegar aonde você sempre sonhou.

Curto, médio e longo prazos no planejamento de metas

Na hora de fazer seu planejamento de metas, é importante saber separar os planos de curto, médio e longo prazo.

Veja quais as características de cada um:

Planos de curto prazo

Os planos de curto prazo são aqueles que você pretende realizar em menos de um ano, às vezes em poucos meses ou até semanas.

Estes são alguns exemplos em diferentes áreas da vida:

  • Fazer um curso para melhorar sua qualificação e conquistar um emprego
  • Organizar seu orçamento e fazer uma reserva de emergência
  • Fazer uma pequena reforma ou renovar a mobília
  • Adotar hábitos alimentares mais saudáveis
  • Começar a praticar exercícios físicos

Planos de médio prazo

Já os planos de médio prazo costumam ser realizados em um período de um a cinco anos.

Veja alguns exemplos:

  • Fazer uma pós-graduação na sua área profissional
  • Programar uma grande viagem de férias
  • Abrir um negócio próprio
  • Trocar de carro ou comprar um novo
  • Casar ou ter filhos

Planos de longo prazo

Por fim, os planos de longo prazo têm um horizonte acima de cinco anos para sua realização.

Estes são os exemplos mais comuns:

  • Alcançar um alto cargo ou se tornar referência na profissão
  • Comprar um imóvel
  • Alcançar a independência financeira
  • Poupar recursos para a aposentadoria
  • Pagar a faculdade dos filhos
  • Mudar de país

Como definir metas para o seu planejamento

Você já definiu alguma meta para sua vida que não conseguiu alcançar?

Se sim, pode ser que você tenha formulado esse objetivo do jeito errado, pois as metas precisam seguir alguns critérios para aumentar as chances de sucesso.

Na área de planejamento, nós usamos um conceito chamado Metas SMART, que é facilmente explicado pelo significado do acrônimo:

  • Específicas (Specific): metas práticas e específicas que indicam claramente o que você deve fazer
  • Mensuráveis (Measurable): metas que permitem que você mensure o progresso a cada dia
  • Alcançáveis (Attainable): metas realistas e possíveis de serem atingidas na sua situação atual
  • Relevantes (Relevant): metas relevantes para seu contexto atual, com grande potencial de melhorar sua vida
  • Temporizáveis (Timed): metas com prazos definidos para manter você focado

 

Seguindo esses critérios, fica mais fácil definir metas que você realmente pode alcançar nas suas condições atuais e acompanhar de perto sua evolução.

Lembrando que as metas são desdobramentos de um objetivo maior da sua vida. Por exemplo, se você tem o objetivo de conquistar uma posição de referência na profissão, vai precisar desdobrar esse plano de longo prazo em várias metas menores ao longo dos anos, como fazer cursos, conquistar promoções e realizar projetos.

Da mesma forma, um plano de independência financeira precisa ser dividido em metas como ter uma reserva de emergência, poupar dinheiro todo mês, investir etc.

Ferramentas para fazer seu planejamento de metas

Existem várias ferramentas que podem ajudar a organizar e dar forma ao seu planejamento de metas.

Confira algumas das mais usadas:

Quadro de planejamento

O quadro de planejamento, ou quadro planejador, é uma das ferramentas mais simples e eficientes para registrar suas metas e ações.

No mercado, você encontra quadros mensais e anuais com espaço para anotar ou colar post-its como você quiser.

A vantagem é que as informações ficam sempre à vista e ajudam você a lembrar das metas constantemente. Por outro lado, por ser um quadro físico e estático, também é mais limitado e não tem os recursos de gestão e organização que as ferramentas digitais oferecem.

Planner

O planner funciona como um caderno de metas onde você anota seus objetivos, sonhos, projetos, estratégias e ações necessárias para chegar aonde deseja.

Existem vários modelos de planner digitais que podem ser baixados para usar no computador ou impressos, e ainda os tradicionais cadernos físicos.

Dependendo do modelo, há espaço de sobra para o planejamento diário, semanal, mensal, semestral e anual.

Apps de planejamento

Para agilizar seu planejamento de metas, existem diversos aplicativos e plataformas que colocam a tecnologia a serviço da sua organização pessoal.

O Trello, por exemplo, é uma excelente versão digital do quadro planejador e ajuda a gerenciar suas tarefas em quadros, listas e cartões dinâmicos.

Você também pode usar o clássico Google Agenda para se planejar diariamente e traçar suas metas de médio prazo.

Outro app útil é o Todoist, que permite organizar a vida e o trabalho em listas de tarefas e projetos de curto, médio e longo prazo.

5 passos para fazer seu planejamento de metas

Fazer seu planejamento de metas é mais simples do que parece, desde que você siga os passos certos.

Veja como organizar o seu:

1. Tenha objetivos claros

Como vimos, antes das metas vêm os objetivos, que são propósitos maiores para alcançar na sua vida.

Eles são poucos e definem quem você é e o que busca na vida pessoal e profissional.

Alguns exemplos são conquistar o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, ter um negócio que contribua com a humanidade ou construir uma grande família.

2. Crie metas inteligentes

O próximo passo é usar os critérios SMART que você aprendeu para definir metas possíveis e relevantes para sua vida.

Lembre-se de dividir as metas entre as de curto prazo, médio prazo e longo prazo, começando sempre pelas mais próximas do momento atual.

Elas devem estar alinhadas aos objetivos, funcionando como pequenos passos necessários para alcançar grandes propósitos.

3. Defina prazos, tarefas e métricas

As metas só vão funcionar se você definir um prazo para cada uma e cumpri-lo rigorosamente.

Para facilitar, você pode subdividir as metas em pequenas tarefas, criando um plano de ação bem detalhado.

Além disso, as metas devem ter suas métricas correspondentes, que servem para medir o progresso até sua realização.

Veja um exemplo de como ficaria:

Objetivo: alcançar a independência financeira

Meta 1 (curto prazo): controlar o orçamento em três meses


Meta 2 (médio prazo): criar uma reserva de emergência em dois anos
  • Tarefa 1: poupar 20% do salário todo mês
  • Tarefa 2: investir a reserva no CDB Neon

 

Meta 3 (longo prazo): montar uma carteira de investimentos diversificada e aplicar por 20 anos

No caso, a métrica da Meta 1 pode ser o saldo positivo no orçamento mensal, enquanto a da Meta 2 é o status da reserva de emergência.

4. Coloque seu plano em ação

Com o planejamento de metas pronto e as tarefas claras, você já pode colocar seu plano em ação.

Se você tiver definido as metas corretamente, será fácil acompanhar sua evolução e se manter focado no plano original.

5. Avalie e revise continuamente

Se a vida muda o tempo todo, por que seu planejamento de metas continuaria sempre igual?

Conforme você for se deparando com mudanças e novas perspectivas, terá que revisar seu plano original e fazer as adaptações necessárias.

O importante é nunca parar de se planejar e perseguir suas metas, até que alcance o sucesso do jeito que sonhou.

Entendeu como fazer um planejamento de metas em curto, médio e longo prazo? Deixe seu comentário contando seus planos de vida e compartilhe o texto nas redes sociais.

 

Leia mais:

+ Como investir de acordo com a fase da vida

+ 5 aplicativos para você acompanhar seus investimentos

+ Como fazer um investimento CDB Neon - Passo a passo

Comentários