Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Como funciona o fluxo do pagamento com cartão de crédito?

Time Neon

Você já parou para pensar como funciona o fluxo do pagamento com cartão de crédito e para onde vai o dinheiro? Tudo bem, a pessoa da loja passa nosso cartão na maquininha, mas e depois?

Em questão de segundos inúmeros processos acontecem na sua frente entre você digitar a sua senha e a compra ser aprovada. É justamente isso que explicaremos neste artigo.

Confira!

Quem faz parte do fluxo de pagamento com cartão de crédito?

O primeiro passo para entender o processo de uma compra feita com o famoso dinheiro de plástico é conhecer as figuras que estão presentes em todas as etapas:

  • Portador(a)
  • Adquirente ou credenciadora
  • Bandeira
  • Banco emissor
  • Facilitador de pagamento (subadquirente)

 

Confira todas as informações sobre cada um a seguir.

Portador(a)

O nome é técnico, mas basicamente representa o cliente, ou seja, você, que usa cartão de crédito para pagar suas compras.

Adquirente ou credenciadora

O nome tanto faz — você vai ouvir falar nos dois: é a instituição de pagamento que opera com autorização do Banco Central do Brasil.

Por exemplo: sabe o nome que vai na maquininha do cartão? Pois é sobre ela que estamos falando! Antigamente eram poucas, mas hoje já existem várias.

Os clientes dessas empresas são os lojistas, ou seja, o lugar (físico ou on-line) onde você vai fazer suas compras.

Bandeira

Essa empresa também opera por licença do Banco Central e é responsável pelas regras de funcionamento e operacionalização do arranjo de pagamentos.

A bandeira administra a relação entre banco, credenciadora e facilitador de pagamento (conhecido também como subadquirente).

Detalhe importante: a bandeira não fica responsável por processar as transações, somente permite que as operações ocorram.

A bandeira é aquele nome que vem no seu cartão — no caso dos cartões de crédito e débito da Neon a bandeira é Visa.

Banco emissor

É a instituição responsável pela emissão dos cartões de crédito. Por exemplo, nós emitimos o cartão de crédito Neon para você.

Quando você faz uma compra com o cartão da Neon, nós recebemos uma autorização e, caso a transação seja aprovada, ocorre a liquidação com o adquirente. Entendeu? Por isso, a instituição bancária também é chamada de administradora de cartão de crédito.

Tudo isso tem prazo, ou seja, o lojista pode receber no mesmo dia ou demorar um tempinho para ver o dinheiro cair na conta. Vai depender muito do emissor, da credenciadora, e por aí vai.

Facilitador de pagamento (subadquirente) 

Essa empresa atua como um intermediário na conexão entre o lojista e o sistema de pagamentos.

Sua atuação ocorre por meio das credenciadoras ou subcredenciadoras. Em geral, os subadquirente estão presentes nas compras on-line. Entre os exemplos mais comuns podemos citar PayPal e Adyen.

Como funciona o processo de uma compra com cartão de crédito

Agora que você já sabe os nomes de todos que estão envolvidos no fluxo de pagamento com cartão de crédito, está na hora de conferir como funciona o processo de compra em si!

Quando o cartão de crédito é inserido em uma maquininha, a adquirente recebe os dados da transação e envia-os para a instituição emissora, por exemplo, um banco.

O adquirente também é responsável por oferecer toda a estrutura para os estabelecimentos comerciais, incluindo as maquininhas POS, assim como cadastra as lojas e faz a liquidação financeira (transforma em dinheiro para os comerciantes) das compras feitas por clientes.

Em geral, todo o processo funciona assim: quando você insere o cartão de crédito em uma maquininha POS, os dados seguem do adquirente para a bandeira (Visa ou Mastercard, por exemplo).

Depois, da bandeira para o banco emissor (no nosso exemplo, a Neon). Assim que as informações chegam, o banco emissor faz toda a checagem, principalmente se o cliente tem limite disponível para fazer essa compra ou saldo na conta corrente para um pagamento no débito.

Se tudo estiver em ordem, a compra é autorizada. Se não houver limite ou dinheiro na conta aparece a mensagem “Transação negada”. Caso seja aprovada, a informação segue uma trajetória inversa para ser cobrado o valor.

Em compras feitas à vista, geralmente o banco emissor faz a liquidação da transação com o adquirente em D+27 (ou seja, 27 dias depois). Já a credenciadora liquida a compra com o lojista em D+30, isto é, 30 dias depois da data da transação.

Em compras parceladas, a liquidação também é feita em parcelas, por exemplo, 30, 60 e 90 dias.

Para ficar mais claro esse fluxo de compra com o cartão, veja o passo a passo a seguir:

  1. O cliente (você) passa o cartão na maquininha da loja onde vai fazer a compra
  2. O lojista envia a transação para a credenciadora. Em alguns casos, há a participação do facilitador de pagamento, que faz a ponte entre o lojista e a credenciadora
  3. A transação sai da credenciadora, passa pela rede da bandeira e chega ao emissor do cartão
  4. Depois de verificar se o cliente tem limite para comprar determinado produto ou serviços, o emissor autoriza a transação
  5. Assim, a transação retorna pela rede da bandeira até a credenciadora, que envia a resposta para o lojista
  6. O lojista, por sua vez, conclui a compra

 

Viu? Apesar de muitas etapas o processo em si é simples e acontece na sua frente em questão de segundos.

Quais são as taxas que cada um paga pela transação com cartão?

Ao fazer uma venda por cartão (débito ou crédito), a loja tem uma taxa de desconto sobre o valor da transação.

Funciona assim: quando você paga a fatura, o valor repassado pelo adquirente para o lojista já tem a dedução dessa taxa, conhecida como MDR (sigla para Merchant Discount Rate, “taxa de desconto do lojista em tradução livre”).

De acordo um levantamento feito pela Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), em 2021 a taxa média alcançou 2,02% sobre o preço da compra feita com cartão de crédito e em 1,03% no caso de transações no débito.

Vale lembrar que a MDR é uma taxa dividida entre os três agentes, ou seja, banco emissor, credenciadora e bandeira.

Já a tarifa de intercâmbio é uma taxa paga pela credenciadora (ou adquirente) ao banco emissor do cartão. Para transações com cartão de crédito, a taxa de intercâmbio média é de 1,65%, enquanto a de débito fica em torno de 0,55%, segundo dados divulgados pelo Banco Central.

 

O que achou das informações sobre como funciona o pagamento com cartão de crédito? Conta para a gente nos comentários!

ilustração neon mulher cuidando do dinheiro com app

Cuide bem do seu dinheiro. Experimente o app Neon!

download app neon android
download app neon ios

Comentários