Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

8 dicas sobre como organizar sua vida financeira para o fim do ano

Time Neon

Atualizado em 08 de dezembro de 2020

Mais um ano que chega ao fim e, para evitar dores de cabeça, é preciso se planejar para os gastos que já são tradicionais: amigo secreto da firma (mesmo que seja virtual), Natal ou uma possível viagem de Ano Novo.

Além disso, lembre-se que as contas de janeiro também já estão batendo na porta, como matrículas, material escolar, IPVA e IPTU.

Essa organização é importante já que ninguém (nem eu, nem você, ninguém!) gosta de iniciar um novo ano cheio de dívidas, não é mesmo?

Para te ajudar, preparamos algumas dicas para você terminar este ano tranquilo e começar 2021 com o bolso cheio. Vem com a gente!

1. Faça uma avaliação financeira

Quanto mais cedo você fizer isso, melhor. Crie um orçamento pessoal ou familiar e use uma planilha para organizar as contas. Aliás, você já conhece nossa planilha de gastos mensais gratuita pronta para ser usada? São duas versões, uma completa e uma simplificada, é só baixar a que você preferir!

BAIXAR PLANILHA COMPLETA

BAIXAR PLANILHA SIMPLIFICADA

Na planilha você deverá anotar todas as suas receitas (ex.: salário, aluguéis) e todos os seus gastos fixos: salário, aluguel, conta de luz, água, gás, telefone etc. Mas não deixe de incluir as despesas variáveis também.

Uma estratégia para descobrir quanto você está gastando é analisar o extrato bancário e a fatura do cartão de crédito com todos os gastos que você teve durante o ano. Isso sem dúvidas irá te ajudar nessa radiografia.

Na hora de colocar as contas no papel ou na planilha, lembre-se das despesas que ocorrem uma ou poucas vezes por ano, como o IPTU e o IPVA. Além delas, inclua viagens, matrículas da escola dos filhos ou faculdade, por exemplo.

Para te ajudar nesta tarefa, você também pode contar com um app para organizar as contas, um caderno, o que for, o importante é colocar ordem nas finanças independentemente da ferramenta usada.

2. Regularize suas dívidas

A hora de refletir sobre como se endividou é agora! Para sair do buraco, é preciso conhecer o tamanho dos problemas.

Procure todas as informações sobre cada uma das suas dívidas: para quem você deve (banco, financeiras, lojas, amigos, familiares etc.), prazo e valor total da dívida, incluindo juros, multas e outras taxas.

Além disso, é preciso descobrir quais são as condições de pagamento de cada uma. Só assim você vai conseguir ver se as parcelas também cabem no seu bolso.

Esse é, inclusive, um cuidado muito importante: ao buscar uma renegociação de dívida, veja se as parcelas fazem sentido para o seu orçamento. Caso contrário, faça o possível para renegociá-las.

3. Cuidado ao adiantar o 13º salário

Quando o fim do ano se aproxima, vem com ele o tão esperado 13º salário. Cuidado, pois a grana extra pode acabar logo se você não se planejar. Inclusive, caso você tenha pendências financeiras, ele pode ser uma boa opção para quitar suas dívidas mais rapidamente ou pelo menos renegociar o que for possível.

Quem não está endividado pode guardar esse dinheiro para os gastos de início de ano, comprar presentes de Natal ou mesmo engordar as aplicações financeiras — se esse for o seu caso, uma opção é investir o dinheiro no CDB Neon!

Com apenas R$ 10 você já pode fazer um investimento e ver o seu dinheiro começar a trabalhar para você!

4. Se for preciso, corte gastos

As contas não estão fechando? Esse é um alerta vermelho de que está na hora de economizar! Por isso, busque quais despesas você pode abrir mão, nem que seja temporariamente.

Por exemplo, é preciso mesmo participar de todos os amigos secretos, especialmente aqueles com um custo tão alto? E os presentes, será que até aquele primo distante precisa de uma lembrancinha, sendo que ele até esqueceu do seu aniversário?

Além disso, também analise criteriosamente se você não está gastando mais do que deveria com aplicativos e compras pequenas. Muitas vezes as pequena movimentações são as que mais comprometem o orçamento no final do mês.

Claro que você não precisa sair cortando tudo de que gosta, tampouco perder a qualidade de vida. Mas revisite seu orçamento e veja o que pode ser cortado. Como tudo na vida, equilíbrio é sempre fundamental!

Quer uma dica extra? Veja como evitar o consumismo e parar de comprar por ansiedade.

5. Compre os presentes de final de ano à vista

Opte por pagar os presentes de Natal e do amigo secreto à vista e busque itens que caibam no seu orçamento. Afinal, aquele clichê não deixa de ser verdade: não é o valor do presente que importa e sim a intenção.

E mais: se for possível, antecipe as compras. Se você é aquele tipo de pessoa que deixa tudo para a última hora, corre o risco de pagar mais caro e, muitas vezes, ceder aos impulsos.

Então planeje-se! Faça uma lista das pessoas que você quer presentear e o valor que está disposto a gastar. Em seguida, pesquise os melhores preços, fique de olho nas promoções e compare os preços das lojas físicas e online.

Nada como conseguir fazer suas compras sem prejudicar seu orçamento e ainda ter a tranquilidade de que nenhuma parcela ficará para o próximo ano.

6. Seja criativo e original

Se você viu que os gastos com presentes estão além do orçamento, faça você mesmo! Muitas vezes uma lembrancinha que tenha o perfil da pessoa presenteada faz mais sucesso que uma compra extravagante.

Uma foto bonita impressa ou até mesmo uma caixinha de doces feitos por você são exemplos de mimos que podem surpreender na hora de presentear um amigo ou familiar.

Sem contar que um presente personalizado e bem pensado pode sair muito mais em conta e mostra todo carinho que você tem pela pessoa.

7. Vai viajar? Deixe tudo pago antecipadamente

A maioria das pessoas aproveita o recesso de final de ano para fazer a viagem dos sonhos. Mas, se não for bem planejado, o sonho pode virar um pesadelo no próximo ano.

Pagar a viagem com antecedência é sempre a melhor opção. Para isso, monte uma planilha com os gastos (transporte, hospedagem, passeios etc.) e dilua todos os pagamentos no decorrer do ano – essa dica vale para as viagens do ano que vem também, viu?

O importante é sempre estabelecer um limite do quanto você pretende gastar com comida, presentes e compras, por exemplo, e procure seguir à risca esse teto. Assim você evitará os gastos excessivos.

8. Monte seu planejamento financeiro para 2021

O final do ano é um momento importante para montar o planejamento financeiro para ano seguinte. Dessa forma, você manterá o orçamento em ordem e ainda poderá se precaver de qualquer imprevisto.

Se você tem dificuldade em como organizar as contas do mês, essa é a oportunidade ideal de mudar isso. Use a planilha financeira que mostramos na primeira dica e coloque nela seus gastos fixos, suas metas de curto, médio e longo prazo, e tudo que pretende conquistar.

Depois, crie o hábito de acompanha essas despesas mensalmente para não se perder ao longo do ano. Assim, você terá muito mais poder sobre o seu dinheiro e conquistará a sua independência financeira.

Quer saber mais? Veja aqui como fazer um planejamento financeiro para o próximo ano em 5 passos.

 

O que achou das dicas para terminar o ano no azul e começar o próximo ano com o bolso cheio? Conta para a gente nos comentários se você já está se organizando para isso! 😉

ilustração neon mulher cuidando do dinheiro com app

Cuide bem do seu dinheiro. Experimente o app Neon!

download app neon android
download app neon ios

Comentários