Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Sabe o que são despesas variáveis? Veja 9 dicas para economizar nas suas

Time Neon

Você sabe o que são despesas variáveis e como elas podem ser as vilãs do seu orçamento?

Estamos falando daqueles gastos que mudam mês a mês e nem sempre são previsíveis no seu planejamento pessoal.

Afinal, você não gasta sempre o mesmo valor no supermercado, farmácia e posto de gasolina, por exemplo, e é fácil perder o controle dessas compras ao longo do tempo.

Mas, se você quer uma vida financeira equilibrada e alcançar seus objetivos, vai ter que aprender o que são despesas variáveis e como controlá-las.

Continue lendo e aproveite nossas dicas para lidar com esses gastos instáveis.

O que são despesas variáveis?

É fácil entender o que são despesas variáveis: todos os gastos que variam mês a mês no seu orçamento.

Geralmente, essas despesas aumentam ou diminuem conforme a frequência e intensidade do consumo.

Um exemplo básico é a alimentação, que oscila de preço de acordo com suas compras no supermercado, açougue, padaria e feira.

Também entram nessa categoria as contas de consumo como água, luz e gás, e qualquer outro serviço com cobrança proporcional ao uso.

Por conta dessa instabilidade, as despesas variáveis pessoais são os gastos mais difíceis de controlar e prever no planejamento financeiro.

Afinal, você nunca sabe exatamente quanto vai gastar no próximo mês — no máximo, consegue tirar uma média pelos meses anteriores e continuar com o mesmo padrão de consumo.

Por isso as despesas variáveis merecem atenção redobrada na hora de montar seu orçamento e colocar as contas em dia.

Despesas variáveis x despesas fixas

Ao contrário das despesas variáveis, as despesas fixas são aquelas que se repetem todo mês no seu orçamento ou variam muito pouco.

Estes são alguns exemplos:

  • Aluguel e condomínio
  • Plano de TV, internet e celular
  • Plano de saúde e plano odontológico
  • Prestações de empréstimos e financiamentos
  • Seguros (imóvel, veículo, celular etc.)
  • Serviços por assinatura (Netflix, Spotify, Amazon etc.)
  • Serviço de limpeza e lavanderia
  • Impostos fixos (exemplo: guia mensal do MEI e IPTU)
  • Mensalidade da faculdade, academia, curso etc.
  • Clubes de assinatura (livros, vinhos, roupas etc.)
  • Serviços de profissionais autônomos (professor particular, psicólogo, contador etc.)

 

Todos esses gastos são facilmente previsíveis e já constam mensalmente no seu plano financeiro, com pouca ou nenhuma variação.

Dessa forma, são mais fáceis de acompanhar e compõem a base do seu orçamento, mas não podem ser analisados sozinhos.

Tipos de despesas variáveis

Você já sabe o que são despesas variáveis, mas será que elas são todas iguais?

Na verdade, podemos dividi-las por grau de necessidade (essenciais ou supérfluas) e separá-las das chamadas despesas eventuais.

Confira o que significa cada tipo de despesa.

Despesas variáveis essenciais

As despesas variáveis essenciais são aquelas que não podem ser cortadas do seu orçamento de jeito nenhum, por exemplo:

  • Alimentação (supermercado, feira, açougue, quitanda, padaria etc.)
  • Transporte público ou combustível do carro
  • Serviço de babá/diarista
  • Estacionamento
  • Farmácia (para quem toma medicação contínua)
  • Cuidados pessoais (produtos de higiene e ligados ao bem-estar)
  • Produtos de limpeza
  • Utilidades domésticas
  • Ração e produtos para pet em geral

 

Mas, o fato de serem gastos variáveis essenciais não significa que não podem ser reduzidos — só não dá pra abrir mão deles completamente no orçamento.

Despesas variáveis supérfluas

Já as despesas variáveis supérfluas não são estritamente necessárias, apesar de importantes para melhorar a qualidade de vida.

Estes são alguns exemplos:

  • Passeios e viagens
  • Idas a restaurantes e bares
  • Ingressos de cinema, teatro e museu
  • Livros, assinaturas de jornais e outros periódicos
  • Produtos e serviços de beleza
  • Vestuário em geral
  • Delivery de comida
  • Serviços pay per view (PPV)
  • Objetos de decoração
  • Presentes
  • Serviços de apps como Uber, DogHero e Rappi

 

A lista pode ser imensa, dependendo do seu estilo de vida e hobbies do dia a dia.

De modo geral, essas despesas podem ser cortadas ou reduzidas sem grande impacto na sua vida, se necessário.

Despesas eventuais

Além de saber o que são despesas variáveis, é importante conhecer também suas despesas eventuais.

Esses são aqueles gastos que aparecem de vez em quando e muitas vezes são esquecidos no planejamento financeiro, como por exemplo:

  • Anuidades pagas de uma vez só
  • Manutenção do carro
  • Consertos e reparos no imóvel ou em eletrodomésticos
  • Medicamentos pontuais
  • Serviços eventuais (despachante, advogado, consultor etc.)
  • Suprimentos (toners para impressoras, baterias para equipamentos)
  • Locação de roupas para eventos

 

Normalmente, essas despesas são imprevisíveis ou pouco previsíveis, dificultando ainda mais o controle dentro do orçamento.

Elas se diferenciam das despesas variáveis pela frequência bastante pontual e caráter de urgência.

Importância de controlar as despesas variáveis

Na hora de organizar sua vida financeira, você precisa equilibrar as receitas (salário, rendimentos e outros ganhos) com todas essas despesas que acabamos de listar (fixas, variáveis e eventuais).

Para isso, você pode usar a planilha de gastos gratuita da Neon, que já divide as despesas entre fixas e variáveis de forma prática.

O objetivo é cobrir todos os seus custos e ainda ter um saldo restante para juntar dinheiro.

Assim, você terá as finanças equilibradas e conseguirá atingir objetivos como viajar, comprar um imóvel ou mesmo conquistar sua independência financeira.

Mas, é claro que não é tão simples assim na prática, pois muitas vezes a conta não fecha.

Nesse caso, vale a pena tentar viver um degrau abaixo, eliminando despesas supérfluas e reduzindo ao máximo as despesas variáveis.

9 dicas para economizar nas despesas variáveis

Se você está com dificuldade para equilibrar o orçamento e não tem mais o que cortar nos gastos fixos, está na hora de economizar nas despesas variáveis.

Confira algumas dicas para facilitar essa tarefa.

1. Comece cortando os excessos

Só de olhar para sua planilha de gastos, vai ser fácil encontrar aquelas despesas variáveis que são totalmente supérfluas e podem ser cortadas imediatamente por um bem maior.

É o caso daqueles “mimos” que você compra para si mesmo porque não resistiu à promoção ou foi surpreendido por um anúncio imperdível enquanto navegava nas redes sociais.

Afinal, é mais importante ter uma vida financeira saudável e alcançar seus objetivos do que comprar aquela caneca do Star Wars, concorda?

2. Deixe o carro em casa

Se você tem carro, sabe que as despesas variáveis como combustível, estacionamento e pedágio podem sair do controle facilmente.

Por isso, uma das formas mais eficazes de economizar é deixar o carro na garagem sempre que puder e buscar outras formas de se deslocar.

Para curtas distâncias, nada melhor que uma caminhada ou pedalada para poupar dinheiro, se exercitar e ainda ajudar o meio ambiente.

Mas, a viagem também pode sair mais barata de Uber ou transporte público, dependendo da situação.

3. Maneire nos apps

Se você é do tipo que usa aplicativos para resolver tudo, é provável que já tenha tomado alguns sustos na fatura do cartão de crédito.

De fato, é muito bom pedir um iFood quando não bate a inspiração para cozinhar, pegar Uber quando dá preguiça de andar ou mesmo pedir um Rappi para buscar aquele documento que você esqueceu.

Mas, no fim do mês, os gastos com essas plataformas podem somar valores exorbitantes — e totalmente fora do seu orçamento.

Por isso é importante limitar o uso dos apps no planejamento e recorrer a eles somente em casos especiais ou emergências.

4. Faça você mesmo

O faça você mesmo, ou DIY (Do It Yourself) é o melhor amigo das suas finanças e da sua criatividade.

Ao colocar a mão na massa, você pode economizar das seguintes formas:

  • Cuidando do próprio cabelo e unhas em casa em vez de gastar todo mês no salão;
  • Cozinhando sua própria comida em vez de pedir delivery ou ir a restaurantes;
  • Aprendendo técnicas de artesanato para criar sua própria decoração e presentear pessoas, em vez de comprar tudo pronto na internet.

5. Adote o minimalismo financeiro

O minimalismo financeiro é um estilo de vida que ajuda você a viver melhor e com menos por meio do consumo consciente.

Se você compra por impulso ou para aliviar sentimentos de frustração e estresse, vale a pena conhecer melhor essa tendência e rever seus hábitos financeiros.

6. Receba seus amigos em casa

Quem disse que o único “rolê” possível é fora de casa, gastando horrores em bares, restaurantes e casas noturnas?

Você pode trocar as noites de ostentação que acabam com seu saldo por encontros de amigos e familiares em casa, onde você pode se planejar melhor e gastar muito menos nos preparativos.

E essa tendência não vale apenas para os tempos de distanciamento social, mas para todos os momentos da vida.

7. Adote hábitos mais conscientes

No fundo, todo mundo sabe como economizar nas contas de consumo e ter hábitos mais conscientes, mas nem sempre colocamos em prática.

Mas se você quer reduzir as despesas variáveis e apoiar a sustentabilidade, é melhor prestar atenção nas luzes que ficam acesas sem necessidade, reutilizar a água e se lembrar de desligar os aparelhos da tomada, por exemplo.

Veja também nossas dicas de como economizar rápido nas contas de casa.

8. Compartilhe em vez de comprar

Aderir à economia colaborativa também é uma ótima maneira de reduzir suas despesas variáveis e contribuir com um mundo mais sustentável.

Você pode usar apps de carona e hospedagem, comprar roupas de brechós online, alugar bicicletas e pranchas de surfe em vez de comprar, pegar o que precisa emprestado e até fazer um dinheiro extra com essa tendência.

9. Acompanhe seus gastos de perto

Por fim, você só vai cumprir sua meta de economia se acompanhar de perto as despesas variáveis e seu impacto no orçamento.

A melhor maneira de fazer isso é tendo uma conta digital como a Neon, que mostra todos os seus gastos divididos em categorias diretamente no app da Neon — nosso recurso de saldo inteligente.

Assim, você monitora as compras em tempo real e percebe rapidamente se está ultrapassando o limite de gastos do mês.

Se precisar de uma motivação extra para juntar dinheiro, acompanhe nosso Desafio das 52 semanas.

E então, deu para entender o que são despesas variáveis e como você pode reduzir as suas?

Agora conte para a gente quais gastos você decidiu cortar do orçamento.

 

Saiba mais:

+ Está difícil controlar a fatura do cartão de crédito? Veja 8 dicas da Neon

+ Organização financeira pessoal: como se manter focado e mudar hábitos

+ Método do pote: aprenda a organizar de vez suas finanças

Comentários