Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

O que é e como montar uma reserva de emergência?

Time Neon

Atualizado em 26 de novembro de 2020

pandemia do coronavírus trouxe desafios econômicos para o mundo inteiro e o Brasil não ficou de fora desse cenário. Com a vida cheia de incertezas, quem tinha dinheiro guardado na reserva de emergência para um momento inesperado está respirando um pouco mais aliviado.

Então, se você ainda não tem uma, recomendamos começar agora mesmo a montar a sua reserva. Em épocas como essa é melhor economizar que gastar com coisas supérfluas, não é mesmo?

“Ah, mas minha vida é tão tranquila, calma, sem perrengues”. Tudo bem, mas imprevistos acontecem. E se dá para se planejar para situações inesperadas, por que não dar um primeiro passo?

Pode ser um carro quebrado, um veterinário do seu animal, a necessidade de ajudar algum parente ou amigo próximo ou mesmo o desemprego. Para enfrentar esses e outros imprevistos, especialistas em finanças pessoais são bem claros: é fundamental guardar dinheiro, por isso o nome “reserva de emergência”.

Por exemplo, ao perder um emprego, além dos direitos trabalhistas, como rescisão contratual e seguro desemprego (no caso do trabalhador assalariado), esse dinheiro a mais vai te ajudar a atravessar o momento difícil. 

Então, para te ajudar, aqui vamos te mostrar:

 

Continue lendo e descubra tudo o que você precisa saber a respeito da reserva de emergência!

O que é uma reserva de emergência e por que ela é importante

A reserva de emergência é um dinheiro que você deixa guardado para imprevistos financeiros. É claro que ninguém quer se preocupar com situações emergenciais, mas só de ter um dinheiro destinado para isso, sua cabeça já ficará mais tranquila.

Confira aqui 6 passos para proteger seu orçamento dos imprevistos financeiros.

Por isso, o ideal é não mexer na reserva a não ser que seja estritamente necessário, mas, quando for preciso, o dinheiro deve estar disponível para você rapidamente. Isso significa que o investimento feito deve ter uma liquidez alta. Vamos explicar isso melhor mais adiante.

Além disso, a reserva de emergência é importante porque, caso aconteça algo e você não tenha dinheiro, invariavelmente você acabará recorrendo a um empréstimo e é aí que mora o perigo.

Ao tomar uma dívida, sem saber inclusive como vai pagá-la, o risco de inadimplência é muito alto e seu nome pode até ficar sujo. Melhor evitar isso, não?

Como começar a montar uma reserva de emergência

Você deve estar se perguntando: “Como eu faço, então? É só separar uma parte do dinheiro todo mês?”.

Ainda não. O primeiro passo é organizar suas finanças e entender qual seu custo de vida, ou seja, de vida, ou seja, quanto você gasta por mês, seja individualmente ou em família.

Para fazer esse raio-X da sua vida financeira, é preciso colocar todas as suas finanças no papel e entender como seu orçamento funciona: quanto você gasta com alimentação? E transporte? Aquelas idas ao cinema e aos barzinhos estão comprometendo quanto do seu salário?

No começo pode parecer um desafio, mas estamos aqui para te ajudar nessa tarefa! Você pode baixar nossa planilha de gastos mensais pronta para ser usada. É só inserir os seus números e as contas serão feitas automaticamente.

São duas versões: uma completa e uma simplificada, basta escolher qual você prefere:

BAIXAR PLANILHA COMPLETA

BAIXAR PLANILHA SIMPLIFICADA

Além disso, você também pode acompanhar o seu saldo inteligente no app Neon. De qualquer forma, tão importante quantos as ferramentas que serão usadas é se debruçar sobre seu orçamento e ter clareza sobre quais são as entradas (salário, aluguéis, etc.) e saídas (despesas fixas e variáveis).

Veja aqui o que são despesas variáveis e confira 9 dicas para economizar nas suas.

Com o orçamento feito, aproveite para analisar quais castos podem ser cortados ou reduzidos. Isso te ajudará a conseguir economizar mais e montar sua reserva de emergência.

Em seguida, uma dica importante é entender como está a situação da família: todos têm um plano de saúde? Você tem filhos? Há empréstimos que precisam ser quitados? Tudo isso deve ser levado em consideração antes de você determinar quanto deve guardar na reserva de emergência.

Isso feito, vamos ao próximo passo.

Quanto guardar na reserva de emergência

De modo geral, os especialistas em finanças recomendam que as pessoas guardem de seis a 12 meses do custo de vida mensal, dependendo da estabilidade profissional de cada um. Ao analisar sua planilha financeira, você deverá somar quais são todos os gastos mensais para encontrar qual é o valor do seu custo de vida mensal.

Se esse valor for de R$ 2 mil, por exemplo, a sua reserva de emergência deverá ter entre R$ 12 mil e R$ 24 mil. Sim, sabemos que é muito dinheiro, mas não se preocupe pois não
é da noite para o dia que uma reserva de emergência é montada.

Tendo um controle financeiro e conseguindo guardar um pouco de dinheiro todos os meses, pouco a pouco a sua reserva será construída e você poderá ficar mais tranquilo caso algum imprevisto aconteça.

Quem é autônomo ou empreendedor precisa fazer um esforço um pouco maior para ter uma reserva mais substancial, pois a variação de renda mês a mês é maior. Nesses casos, o ideal é juntar pelo menos 12 meses ou mais de despesas, o que garante ao menos um ano de cobertura caso algum imprevisto aconteça.

Onde investir a reserva de emergência

Os melhores investimentos para a reserva de emergência são os de renda fixa, que são mais conservadores, com baixo risco e, principalmente, têm alta liquidez, que significa a facilidade em ter acesso ao dinheiro quando for preciso.

Aqui explicamos qual a diferença entre rentabilidade e liquidez.

Aplicações financeiras com liquidez diária e imediata são as melhores opções para uma reserva de emergência, afinal, pode ser que você precise do dinheiro de um dia para o outro.

Você sabia que o CDB Neon é assim? Tem liquidez diária, o investimento é feito direto pelo app e você pode começar guardando apenas R$ 10. Se você ainda não tem uma conta Neon, essa é a hora de abrir a sua e começar a montar com segurança a sua reserva de emergência aqui.

ABRA SUA CONTA AGORA MESMO

Agora você sabe o que é uma reserva de emergência, como organizar o seu orçamento e como montar a sua! Porém, importante reforçar que, caso você precise usar uma parte do dinheiro guardado, não esqueça (jamais!) de repor o que foi retirado, certo?

 

Ficou com alguma dúvida sobre a reserva de emergência? Compartilhe com a gente nos comentários!

Comentários