Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Juros compostos: o que são e como eles incidem sobre o seu dinheiro?

Time Neon

Os juros compostos estão presentes em inúmeras movimentações financeiras que fazem parte da nossa rotina, como investimentos, empréstimos, financiamentos e até mesmo na fatura atrasada do cartão de crédito.

Por isso, neste artigo vamos te ajudar a entender melhor sobre o assunto para você cuidar melhor do seu dinheiro, aproveitar os benefícios dos juros compostos e tomar cuidado com as dívidas que podem crescer exponencialmente com eles.

Mostraremos aqui:

 

E então, quer entender o que são os juros compostos e como eles impactam as suas finanças?

Continue lendo!

O que são juros compostos

Antes de explicar o que são os juros compostos, é importante entender o conceito de “juro”.

Esse termo é o nome da taxa cobrada quando um montante é emprestado para alguém, seja de um banco para uma pessoa (como um empréstimo), seja de uma pessoa para um banco (um investimento).

Ou seja, os juros são taxas que servem como uma “proteção” para aquele que está fornecendo o dinheiro. Além disso, existem dois tipos de juros: os simples e os compostos:

  • Juros simples: são os juros que incidem apenas sobre o valor inicial
  • Juros compostos: também chamados de “juros sobre juros”, os juros compostos são calculados em cima de todo o dinheiro acumulado, ou seja, do montante mais recente

 

Para ficar mais fácil, vamos mostrar alguns exemplos.

Exemplos de incidência de juros simples e juros compostos

Imagine que você juntou dinheiro com o Desafio das 52 Semanas e agora tem R$ 1 mil para investir.

Entre as opções disponíveis para você, há um investimento de taxa de juro simples com aplicação de 5% do mês. Com essa aplicação, todos os meses o dinheiro investido vai render mais R$ 50.

Na prática, no primeiro mês, o dinheiro investido passará de R$ 1 mil para R$ 1.050. No mês seguinte, o valor acumulado na sua conta será de R$ 1.100. Viu? Sempre rendendo R$ 50 a mais, pois o cálculo é feito em cima do valor inicial de R$ 1 mil.

No caso dos juros compostos, a conta é diferente porque a aplicação acontece sobre o valor total do investimento, contando com os rendimentos dos meses anteriores.

Vamos explicar como calcular os juros compostos.

Se você investir R$ 1 mil com a mesma aplicação de 5%, no primeiro mês você vai acumular mais R$ 50 ficando com R$ 1.050, como na simulação anterior. Mas, a partir do segundo mês, a conta muda.

Agora, os 5% de aplicação serão recalculados a partir do valor que está na conta naquele mês, nesse caso, R$ 1.050.

Assim, ao invés de o seu dinheiro render R$ 50, ele vai render mais R$ 52,50 (o equivalente a 5% de R$ 1.050). No mês seguinte, R$ 52,63 (o equivalente a 5% de R$ 1.052,50).

Na prática, isso quer dizer que o dinheiro está trabalhando para você! Bom, né?

Por isso que os juros compostos também são chamados de “juros sobre juros”, justamente porque eles sempre incidem sobre o valor final e não sobre o valor inicial.

Como investir em juros compostos

Se você deseja iniciar o plano da independência financeira e, para isso, vai começar a poupar o seu dinheiro, parabéns! O caminho não poderia ser mais acertado. Mais um motivo para praticar o conceito de juros compostos.

Mas agora você pode estar se perguntando: “Como investir em juros compostos?”

Existem diversas aplicações financeiras de renda fixa e renda variável que rendem a juros compostos, como o CDB Neon. Então, aproveite o momento para pesquisar sobre elas e veja qual se encaixa melhor com o seu perfil de investidor.

CONHEÇA O CDB NEON

Inclusive, temos dois artigos que poderão te interessar:

 

Já sabemos que o mecanismo dos juros sobre juros é uma “bola de neve do bem”. O capital aumenta de maneira gradativa e bem mais rápida, se comparado com o crescimento dos juros simples.

Por isso, o tempo é um fator fundamental para os melhores resultados. E mais: é importante que você faça aportes com frequência, pois assim os juros compostos irão incidir sobre um montante cada vez maior!

Juros compostos em dívidas

Até aqui, falamos sobre a ação dos juros compostos sobre os investimentos. Porém, é importante lembrar que os juros compostos também são aplicados sobre dívidas, como empréstimos, financiamentos e parcelas atrasadas de cartão de crédito.

Dessa forma, o que antes era um valor pequeno, com o tempo pode se transformar em um grande problema — como o temido rotativo do cartão de crédito.

Por isso, fique de olho nos juros antes de optar por pagar apenas o mínimo da fatura, ou fazer um empréstimo, financiamento e até mesmo um crediário.

Aproveite e veja aqui o que é CET e como ele impacta financiamentos e empréstimos.

Se fizer o cálculo antes, será mais fácil definir um plano e tomar a decisão mais acertada para usar os juros compostos como aliado e não ser surpreendido lá na frente por dívidas fora do seu orçamento.

Além disso, o que te ajudará a evitar cair nos juros compostos é manter a organização financeira em dia e ficar sempre atento ao seu orçamento. Dessa forma, você conseguirá se planejar melhor e arcar com dívida que de fato cabem no seu bolso.

baixar ebook organização financeira do zero

 

Deu para entender o que são os juros compostos e como eles funcionam? Conta para a gente nos comentários!

ilustração neon mulher cuidando do dinheiro com app

Cuide bem do seu dinheiro. Experimente o app Neon!

download app neon android
download app neon ios

Comentários