Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Tire dúvidas sobre a restituição do Imposto de Renda 2019

Mariana Lima

Nesta segunda-feira, 16 de setembro, saiu o quarto lote de restituição do Imposto do Renda \o/. Ao todo, R$ 3,5 bilhões foram distribuídos entre quase 3 milhões de brasileirosVamos tirar algumas dúvidas sobre como sacar esse dinheiro. 

Quem vai receber? 

De acordo com o calendário da Receita Federal, receberam os valores aqueles que enviaram suas declarações até dia 06 de abril e não tiveram problemas com os dados. Além daqueles que caíram na malha fina entre 2008 e 2018, mas corrigiram os dados.  

Não sabe se está na fila? Calma, também vamos te explicar como conferir isso 😉 

Como eu sei se vou receber? 

Em caso de dúvida é possível acessar o portal da Receita Federal e conferir se você está entre os contemplados neste lote. Basta digitar o CPF e a data de nascimento para conferir o status do pagamento.  

Caso você esteja nessa lista, vai aparecer uma mensagem informando que seu valor estará disponível. Pronto, podemos passar para a próxima etapa! 

Como recebo o dinheiro do Imposto de Renda? 

O valor é depositado automaticamente na sua conta corrente. Caso você tenha mais de uma conta, lembre que você digitou os seus dados bancários no formulário que enviou para a Receita.  

Ainda em dúvida de qual conta foi escolhida? Além da previsão de pagamento, o portal da Receita Federal também mostra o banco e a agência da conta corrente escolhida. 

A restituição não caiu na minha conta, e agora? 

Ok, estava previsto o pagamento, mas o valor não for depositado? 😮  Calma, é possível ainda entrar em contato com a central da Receita Federal para entender o que houve. Basta ligar para o número 4004-0001, no caso de capitais, ou 0800-729-0001 para demais localidades. Já os deficientes auditivos têm atendimento exclusivo pelo 0800-729-0088. 

E se eu não coloquei uma conta bancária na hora da declaração? 

O valor da restituição fica disponível por um ano. Depois disso, se o valor não for sacado é preciso preencher um formulário eletrônico pedindo que o pagamento seja feito. O saque será feito em uma agência do Banco do Brasil. 

É verdade que meu dinheiro ficou rendendo? 

Sim. Os valores das restituições são corrigidos tendo como base a variação dos juros básicos da economia (taxa Selic), hoje em 5,5%. Porém, há outras formas de investimento que podem ser mais atrativas do que deixar o dinheiro parado. 

Na Neon, oferecemos CDB (Certificado de Depósito Bancário) por meio do Banco Votorantim, responsável pela custódia e liquidação das transações financeiras dos nossos clientes. Nossos investimentos têm liquidez diária, o que significa que você pode resgatar seu dinheiro a qualquer momento independente do horário e dia da semana! 

No nosso caso, o CDB começa em 95% do CDI e, a cada seis meses, o rendimento vai aumentando em 1% do CDI, até chegar a 101%. Para efeito de comparaçãopoupança rende apenas 70% do CDI 😅. Ser Neon é bem melhor, né? 😉  

Não estou na lista dos que vão receber neste lote🙁. Como sei quando será minha vez? 

A Receita Federal já liberou o cronograma dos lotes de restituição e há pagamentos previstos para todos os meses até dezembro deste ano. Como falamos anteriormente, a data de recebimento depende de quando você enviou sua declaração e é confirmada apenas alguns dias antes do pagamento do lote. 

Para colocar na agenda: 

Essas são as datas previstas para a liberação dos lotes de restituição do Imposto de Renda deste ano: 

tabela-cronogama-ir-setembro

O que é a restituição do Imposto de Renda? 

Tem direito a receber restituição quem pagou impostos a mais do que deveria durante todo o ano, levando em conta seus ganhos e outras movimentações feitas. A Receita Federal vê, por exemplo, os descontos em fontes de renda, como os descontos mensais feitos no seu salário ou no pagamento de suas férias.   

A Receita Federal também restitui quem têm muitas deduções. É o caso de quem tem dependentes e despesas médicas ou com escolas. 

Agora, se o governo achar que você pagou menos impostos que deveria, além de não receber a restituição, a Receita Federal pode pedir que você pague a diferença. Nesse caso, o governo emite um boleto bancário para você pagar em bancos ou pela internet. 

Comentários