Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

5 dicas pra economizar se você é (ou vai ser) mamãe

Isabella Paschuini

Dando uma olhada nos objetivos de investimento de quem é Neon, descobrimos que juntar dinheiro para o futuro dos filhos é uma meta de várias mamães. Que coisa boa, né?

A gente sabe que nem sempre os filhos chegam de forma planejada. Mesmo assim, dá pra levantar os novos custos com os pequenos e se programar para manter a vida financeira organizada em meio a tantas mudanças.   

Vale a pena fazer chá de bebê? Como resistir a comprar tudo que vê pela frente para os filhos, já que queremos o melhor para eles? Preciso mesmo do carrinho de bebê mais caro?

Pra te trazer  as melhores dicas de como economizar dinheiro e investir nessa fase da vida, batemos um papo com mamães e futuras mamães do Time Neon. Elas dividiram todos os aprendizados com a gente, e vamos compartilhar com você agora!

maes-neon

Na foto, da direita para a esquerda: Vanessa (mãe do Martín e da Maitê), Joana (esperando a Mia) e Carol (esperando a Gabriela).

1) Saiba o que é importante para você e abra mão do resto

A chegada de um bebê pode trazer junto uma vontade enorme de comprar tudo o que tem direito, do melhor berço da loja a organizar o mais luxuoso chá de bebê. É normal se sentir assim, afinal toda mãe quer sempre o melhor para seus filhos.

É preciso saber o que realmente é importante pra você e investir nisso, tendo a consciência de que às vezes é preciso abrir mão de uma coisa para ter outra.

Seja flexível! No fim das contas, não existe algo como uma lista obrigatória de tooodos os produtos que você e seu bebê precisam.

“Mais importante do que dar o melhor berço ou a melhor roupa pro meu filho, vai ser dar o melhor de mim pra ele: o meu carinho, o meu tempo”, conta Joana.

A jornada da maternidade é um momento único! Então aproveite ela sem encanar que precisa comprar tudo que as lojas de bebês oferecem.

Já reparou que geralmente os bebês preferem a embalagem do brinquedo ao brinquedo em si? ;)

2) Reutilize! Guarde o enxoval para o segundo filho

A Vanessa contou que, na primeira gravidez, não seguiu muito a dica número 1 e se permitiu montar um enxoval bem caro e completo para o Martin.

Com o crescimento do filho, percebeu duas coisas: nem todos os itens do enxoval eram assim extremamente necessários; mas já que ela tinha tudo aquilo em casa, poderia guardar para o próximo bebê, mesmo que demorasse alguns anos.

Quando a Maitê nasceu, já tinha uma série de roupas, acessórios e outras “heranças” deixadas pelo irmão e a economia foi gigante!

3) Presente não se nega :)

A chegada de um bebê é uma alegria pra todos à sua volta. Por isso, familiares e amigos vão querer fazer parte desse momento dando um presente ou mesmo um auxílio financeiro.

Por mais que você talvez não se sinta confortável de aceitar, é importante saber de uma coisa: quem quer presentear, está oferecendo porque pode e quer fazer um agrado.

Conte o que você está precisando no momento e aceite esse carinho! Presente não se nega, né?

4) Troque experiências com outras mães

Mãe de primeira viagem sempre tem vontade de comprar tudo do bom e do melhor: fato!

Mas ninguém melhor que quem já passou pela experiência de se tornar mãe, com erros e acertos, para dar um ponto de vista sobre o que realmente vale a pena e o que é besteira ter. Para isso, converse com as mães que você conhece  e participe de grupos voltados ao assunto nas redes sociais (no Facebook existem vários, sabia?).

Assim você vai conseguir entender as reais necessidades do dia a dia com o bebê e conseguir usar seu dinheiro de forma consciente, sem se arrepender.

5) Pequenas economias se tornam futuros investimentos

Nem precisa ser mãe pra saber o quanto os bebês crescem rápido, não é mesmo? Por conta disso, eles perdem roupas e calçados de um dia pro outro. E nem vamos falar sobre o fato de as mini roupas de bebê serem tão caras quanto as roupas de adultos!

Para não desperdiçar dinheiro com roupinhas que o bebê usa poucas vezes, fique de olho em grupos de troca nas redes sociais, além de brechós que permitem você levar as roupas que não cabem mais e trocar por outras. Com certeza você vai gastar muito menos do que comprando roupas novas!

Você também pode economizar com brinquedos. “Já comprei um brinquedo caro, de R$ 200, por R$ 35 em grupos de mães no Facebook”, diz Vanessa.

Reflita também sobre onde mais dá para economizar. “Sempre dá para gastar menos com restaurantes e aplicativos de transporte”, conta Carol. É verdade! Ter uma planilha de gastos ou outra forma de controlar as despesas também ajuda na organização.

Que tal transformar todas essas economias em um investimento para o futuro do pequeno e ensinar a ele, desde o começo, a importância de poupar e investir dinheiro?

A Joana está participando do Desafio das 52 Semanas e já decidiu que o valor poupado vai para o futuro da Mia!

Gostou das dicas? Essas pequenas atitudes estão fazendo a diferença para as mamães do Time Neon e podem ser úteis pra você também!

Tem mais alguma dica e gostaria de compartilhar? Deixe aqui nos comentários!

Comentários