Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

Quer saber como guardar dinheiro? Se liga nessas dicas!

Time Neon

Já estamos no mês de abril, mas não significa que as metas de Ano Novo não valem mais. Muito pelo contrário. É hora de arregaçar as mangas e começar a guardar dinheiro.

Claro que não é uma tarefa fácil, exige disciplina e, principalmente, uma palavrinha que os consultores financeiros adoram: planejamento. Ela é grande, parece assustadora às vezes, mas é tão importante. Inclusive, o caminho das pedras para guardar dinheiro passa por se planejar. Não tem jeito.

Quer saber como guardar dinheiro? Vem que nós ajudamos! Só não vamos guardar pra você ;)

Saiba quanto você ganha e quanto gasta

Se existe uma coisa importante para conseguir guardar dinheiro é saber quanto você ganha e quanto gasta por mês. E aí, já parou pra pensar nisso? Vamos lá! Montar um orçamento é o primeiro passo para saber exatamente de onde vem a grana e para onde ela vai.

Conheça todos os seus gastos

Como fazer isso? Vale usar um bloquinho de papel, lápis ou caneta, ou recorrer a uma planilha no Excel (temos uma especial pra você). Você também pode optar por aplicativos de gestão financeira que ajudam a colocar as contas em ordem, tanto faz! Mais importante que a ferramenta usada é a atitude de olhar para as entradas (salário, aluguéis, etc.) e saídas (gastos fixos e variáveis).

Dá pra cortar? Passe a tesoura, então

Com o orçamento feito, busque despesas que você possa abrir mão. Não sabe por onde começar? Faça uma reflexão profunda sobre coisas que realmente não vão fazer falta no seu dia a dia. Para facilitar o corte de gastos, lembre-se de objetivos e sonhos, por exemplo, guardar dinheiro para viajar ou para casar. Ao pensar nessas metas, o processo de eliminar despesas se torna menos doloroso.

Alguns itens, como pacotes de TV por assinatura, planos caríssimos de celular ou as tarifas abusivas cobradas pelos bancos, podem ser trocados por opções mais baratas. Será que você está usando os canais da TV a cabo ou só assiste às séries na Netflix? Pare, pense e tome uma atitude. Quanto antes começar, mais dinheiro você vai economizar.

Faça pequenos cortes

Priorize pagamentos de dívidas

Antes mesmo de guardar uma quantia, é fundamental pagar o que se deve. Se for o seu caso, liste todas as dívidas e as condições de cada uma: credor (banco, lojas, amigos e por aí vai), prazo, parcelas pagas e o valor total da dívida, incluindo juros, encargos e eventuais multas.

Regrinha básica e muito importante: para dívidas caras (com juros estratosféricos), como cheque especial e rotativo do cartão de crédito, a recomendação é trocá-las por uma linha mais barata, como empréstimo pessoal ou consignado. Além do banco onde tem conta, pesquise opções de crédito online oferecidas por fintechs. Lembre-se de comparar e pesquisar bem antes de tomar uma decisão.

Guarde dinheiro assim que receber o salário

Assim como você separa todo mês o dinheiro para pagar as contas, o ideal é reservar uma quantia para poupar. Se deixar para guardar no fim do mês, saiba de uma coisa: não vai sobrar. Coloque como meta economizar um valor mensalmente e, logo que o salário pingar na sua conta, transfira a quantia que deseja guardar para outro lugar. Inicialmente, pode ser uma poupança.

“Ah, mas meu salário é baixo. Não dá para guardar nada”. É o que muitas pessoas falam. Não importa o quanto você ganha, comece com pouco. O mais importante é criar a disciplina de guardar dinheiro antes mesmo de pagar as despesas. Assim como você anota ganhos e gastos, vale a pena usar uma planilha para guardar dinheiro. Estipule uma meta e vá registrando todo mês quanto guardou. No fim do ano, você vai perceber que poupou até mais do que imaginava.

Não é assalariado? Junte dinheiro toda semana

Pra quem não recebe salário todo mês, tem um negócio ou trabalha por conta própria, uma dica é guardar dinheiro por semana (dá uma olhada no Desafio das 52 semanas). Coloque como objetivo guardar determinada quantia semanalmente. Mesmo que fique apertado, busque criar o hábito de separar esse valor. O ideal é que ele seja aplicado em um investimento que não permita sacar a qualquer momento para você não sofrer a tentação de resgatá-lo quando der uma dor de barriga.

Se mesmo assim você não conseguir guardar dinheiro, a dica é usar uma aplicação financeira com débito automático em conta. Ou seja, todo mês um valor estipulado será transferido para um investimento sem que você perceba. É uma estratégia, inclusive recomendada por especialistas em finanças pessoais, para evitar que você comece a guardar dinheiro num mês, se esqueça disso no mês seguinte e, de repente, o objetivo passa a ser uma meta para o próximo ano.

Como deu pra perceber, não existe uma fórmula mágica, tampouco uma receita de bolo. É preciso tomar atitude para guardar dinheiro. Como em uma corrida, quem larga antes tem mais chance de chegar à reta final com maior possibilidade de vitória. Nesse caso, com um patrimônio mais recheado. Pense como uma espécie de “pote de ouro” que você vai alimentando todos os dias com “moedas”.

Hora de se organizar!

Bom, agora que você já chegou ao fim das nossas dicas, vamos falar sobre organização? Tomar a decisão de começar a guardar dinheiro já é o primeiro passo. Como manter esse compromisso? Tem gente que gosta de usar post-its (ou alertas no celular) para lembrar de guardar dinheiro todo mês, outros preferem deixar seus investimentos no débito automático (que é o ideal, como os especialistas em psicologia econômica recomendam) e também há aqueles que colocam uma recompensa caso consigam atingir a meta de guardar X reais por mês. Por exemplo, tomar um café da manhã em um lugar que gosta ou se dar algum presente, um mimo, sabe?

E você, como vai se organizar para guardar dinheiro? Vamos te ajudar a começar a juntar!

Comentários

Faz a diferença na sua vida