Logo_neon-degrade
ABRA SUA CONTA

4 dicas essenciais para quem está planejando uma festa de casamento

Bárbara Fumes

Maio costuma ser conhecido como o mês dos casamentos, e quem sonha com essa festa algum dia, independente do formato ou tamanho, sabe que é preciso ter uma boa reserva financeira dedicada pra fazê-la acontecer. 

Afinal, assim como toda boa celebração, essa também exige no mínimo um espaço bacana para acomodar as pessoas próximas, uma boa música e comidinhas, e pra tudo isso precisa investir dinheiro, tempo e energia.  

Se você tem vontade de casar e considera como um plano a longo prazo - mais de um, dois anos até a data definida - há uma série de fatores ao seu favor, mas que merecem tanta atenção como uma cerimônia planejada para uma data mais próxima. 

Por isso, trouxemos algumas dicas pra você conseguir se planejar da melhor forma, principalmente do ponto de vista financeiro. 

1. Veja e reveja a lista de convidados 

Toda comemoração começa com uma lista de convidados, e ter tempo para criar, aprimorar, e principalmente rever, é uma ótima forma de fazer vários filtros, e no final, chamar quem é realmente importante para dividir o momento com o casal. 

Por isso, não deixe de passar por ela quantas vezes achar necessário, afinal, cada pessoa é muito valiosa neste momento - tanto do ponto de vista afetivo, quanto do financeiro. 

Tenha em mente o perfil de festa que você gostaria de ter, se com muitos ou poucos convidados, e adapte sua lista. 

Mas e se alguém que você conhece ficar chateado por não ter sido convidado? Vale avisar antes que não vai dar pra chamar tooodo mundo, e marcar comemorações em paralelo, num barzinho por exemplo. 

2. Liste suas referências e prioridades

Outra coisa importante pra quem tem mais tempo até o grande dia é a mudança de tendências. Muitas novidades irão aparecer no mercado de casamentos ao longo do tempo: do formato à decoração, das roupas às lembranças, absolutamente tudo pode mudar até lá.  

Por isso, uma dica antes de todo esse processo de escolha é separar em imagens tudo o que chama atenção do casal, para justamente tentar encontrar um ponto comum entre todos, e já definir juntos quais elementos não podem faltar. Porque assim, provavelmente ficarão mais tranquilos com a decisão, por mais que surjam outras tentações “mais novas”, e correm menos risco de gastar com o que não precisam.  

Para isso, vocês podem usar uma pasta compartilhada ou um aplicativo como o Pinterest. 

3. Pesquise preços o máximo que puder

“E o dinheiro, de onde eu começo?” 

Como a gente comentou acima, saber quem você irá convidar, e o que não pode faltar, são as principais questões para entender um pouco do quanto irá gastar. Com isso em mente, pesquisa é o que não pode faltar! 

Assim você poderá olhar todos os fornecedores possíveis, o valor e a entrega de cada um, e principalmente qual o reajuste anual que esse tipo de serviço tem. Afinal, se você irá se casar daqui a dois, três anos, o valor não será o mesmo que o aplicado hoje. 

Tá precisando guardar mais dinheiro para o casamento? Conheça o Desafio das 52 Semanas e crie o hábito de poupar um valor toda semana. 

4.  Invista o dinheiro para aumentar seu poder de negociação

Pra quem tem mais tempo de organização e planejamento, o lado positivo é justamente guardar e investir o máximo possível desde já. 

Investindo pelo app Neon, por exemplo, você pode definir a data e o valor total que quer alcançar naquele período, e o app calcula pra você o quanto precisa investir por dia ou mês até lá. 

O prazo de negociação de cada fornecedor varia bastante, mas a premissa básica de todos eles é que o pagamento total seja feito até a data do casamento, e grande maioria não cria um fluxo de pagamento maior que 12 meses para esta data. Com isso, uma cilada que muitas pessoas costumam cair, é parcelar estes serviços o máximo possível. 

Lembre-se: quanto maior o tempo de pagamento, sem dúvida maiores serão os juros embutidos. Por isso, como falamos no começo, se você puder guardar o máximo possível a partir de um ano antes da data, vai pagar menos juros e ter maior poder de negociação para pagar à vista. 

E você, está planejando seu casamento, ou já se casou, e tem alguma descoberta valiosa para dividir? Deixa alguma dica pro pessoal aqui! ;)  

Comentários

Faz a diferença na sua vida